Alentejo: Top 10 dos sítios a visitar nesta maravilhosa região

Monsaraz - Alentejo

A maior região de Portugal irá surpreende-lo com a sua beleza. Visitar o Alentejo é descobrir uma região cheia de história, paisagens extraordinárias (esta palavra não é suficientemente forte para descrever o que vai ver), uma costa com 170 km de belas praias, onde pode bronzear ou fazer um dos mais belos percursos pedestres de Portugal.

Aqui em baixo, vou-lhe mostrar os 10 lugares que deve conhecer durante a sua visita ao Alentejo. Como eu, prepare-se para apaixonar-se por esta região.

1. Castelo de Vide

Castelo de Vide, também conhecida como a “Sintra do Alentejo” é um dos lugares mais românticos desta região. É uma vila fortificada que sofreu vários ataques na Idade Média, devido à sua proximidade com Espanha (15 km).

Durante a sua visita, perca-se nas ruelas por cima da Praça Dom Pedro V, em seguida, vá descobrir o bairro judeu (Judiaria) e termine o seu passeio pelo castelo e o seu lindo burgo com belas casas decoradas com flores.

2. Marvão

Localizada a 860 metros, no topo da serra do Sapoio, a vila de Marvão é uma das mais lindas vilas fortificadas de Portugal. Como Castelo de Vide, esta vila conheceu muitas batalhas, a primeira foi com a conquista do território pelo primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, aos mouros no século XII e depois com os nossos vizinhos espanhóis durante séculos.

Ao visitar Marvão ficará encantado com a beleza da vila, as ruelas com casas caiadas de branco dão um charme incrível e o castelo vai permitir-lhe ter uma vista deslumbrante sobre Castelo de Vide, o Parque Natural da Serra de São Mamede e sobre a cidade de Valencia de Alcántara em Espanha.

3. Elvas

Inscrita no Património Mundial da UNESCO, Elvas é para mim, uma das mais belas cidades de Portugal. Foi fortificada a partir de 1640, durante a restauração da independência de Portugal para se proteger dos ataques da vizinha Espanha.

Para resistir a um longo cerco e permitir abastecer a cidade em água, um aqueduto com 843 arcos e um comprimento de 7 km foi construído pelo mesmo arquiteto que construiu a Torre de Belém em Lisboa.

Durante a sua visita, não perca a parte mais antiga da cidade, localizada à volta do castelo (onde pode deixar o seu carro). Desça e perca-se nas pequenas ruas até à Praça da República para descobrir a antiga catedral (Igreja de Nossa Senhora da Assunção).

Depois de visitar a cidade dentro das muralhas, vá descobrir (a 4 km) o magnífico Forte de Nossa Senhora da Graça, passando pelo imponente aqueduto da Amoreira.

4. Vila Viçosa

 

A princesa do Alentejo tornou-se numa vila museu em 1910 com a proclamação da Primeira República e o fim da monarquia.

Primeiro romana e muçulmana até 1217, Vila Viçosa tornou-se numa das mais importantes vilas de Portugal a partir de 1461 com a chegada dos Duques de Bragança, a família nobre mais poderosa depois da Casa Real.

Ela é também conhecida mundialmente pelo seu mármore extraído nas dezenas de pedreiras da região.

Durante a sua visita, deve visitar o sublime Paço Ducal, antiga residência dos Duques de Bragança, o castelo de Vila Viçosa construído no século XIII, o Santuário de Nossa Senhora da Conceição e a bela igreja de São João Evangelista.

5. Terena

A encantadora pequena vila de Terena desempenhou um papel importante na defesa da fronteira portuguesa graças ao seu castelo do século XIII.

Além de visitar o castelo, perca-se nas ruas pitorescas para descobrir as casas típicas do Alentejo.

6. Monsaraz

Localizada no topo de uma colina, Monsaraz é uma das mais belas aldeias de Portugal. Além de poder desfrutar das magnificas vistas sobre o vale e o lago do Alqueva, um dos maiores lagos artificiais da Europa, vai adorar passear pelas ruas pitorescas rodeadas de casas brancas.

Conquistada pelos mouros no século VIII e reconquistada em 1232 pelo rei D. Sancho II, tornou-se definitivamente portuguesa em 1640, altura em que foi fortificada.

7. Évora

Classificada como Património Mundial pela UNESCO desde 1986, Évora é conhecida como uma cidade museu por causa dos seus monumentos, que datam (alguns) da época romana.

Esta cidade conheceu várias vidas, romana até o século V, pertenceu depois aos visigodos até ao século VIII, aos mouros durante quatro séculos e, finalmente aos portugueses desde 1165.

Clique aqui para descobrir a minha visita à bela cidade de Évora e descobrir os lugares a não perder.

8. Viana do Alentejo

castelo Viana do Alentejo
© cm-vianadoalentejo.pt

Vila desde o século XIV, Viana do Alentejo vai mergulha-lo no Alentejo profundo e genuíno. Vai descobrir uma vila colorida, com casas brancas de cantos amarelos, um castelo de forma pentagonal com cinco torres cilíndricas, várias igrejas (a mais bonita está dentro do castelo), fontes incrivelmente belas e um santuário (Santuário Nossa Senhora d’Aires) como há poucos em Portugal.

Se vier a Viana do Alentejo no 4 fim de semana de abril, vai poder assistir à grande peregrinação a cavalo que sai da Vila da Moita do Ribatejo até ao Santuário de Nossa Senhora d’Aires (120 km).

9. Badoca Safari Park

Criado em 1999, o Badoca Safari Park é um parque de 90 hectares, onde pode ver animais como se estivesse em África. Este é um dos únicos lugares no mundo (fora de África) onde pode fazer um safari de 45 minutos para descobrir mais de 250 animais em total liberdade (nos limites do parque).

Além do safari, poderá ver a ilha dos primatas, aves exóticas e apreciar um espetáculo com aves de rapina.

  • Horários: todos os dias das 9h30 às 18h30
  • Preços: Adultos :17,5€ – Crianças até aos 10 anos e adultos + 65 anos: 15,50€
  • GPS: 38°02’39.7″N 8°44’20.9″W

10. Rota Vicentina

Você não pode deixar o Alentejo sem fazer um percurso pedestre na Rota Vicentina, uma rede de trilhos com um total de 400 km para percorrer a pé.

A Rota Vicentina está inserida no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e é dividida em 3 partes: o Caminho Histórico, o Trilho dos Pescadores e os Percursos Circulares.

O Caminho Histórico começa em Santiago do Cacém e vai até ao Cabo de São Vicente no Algarve (230 km) por caminhos essencialmente rurais, e por vilas e aldeias com séculos de história.

O percurso é dividido em 12 etapas de 12 a 25 km (o ideal é fazer uma etapa por dia), no meio de florestas de sobreiros, serras, vales e rios. A vantagem desta rota é que é pode ser feita a pé ou de BTT.

Ao contrário do Caminho Histórico, o Trilho dos Pescadores é um percurso (120 km) que segue as falésias e o mar por caminhos de areia que a população utiliza para aceder às praias e aos sítios de pesca.

O Trilho dos Pescadores é dividido em 4 etapas e 5 circuitos complementares de 6 a 22 km, onde estará constantemente em contacto com a brisa do mar, magníficas paisagens e a natureza.

Os Percursos Circulares (começam e acabam no mesmo lugar) são ideais para aqueles que desejam descobrir as maravilhas da Rota Vicentina sem percorrer muitos quilómetros.

A Rota Vicentina oferece 5 Percursos Circulares de 3,5 a 13 km, que lhe permitirá descobrir as terras e as belas falésias da costa alentejana.

Durante a minha visita ao Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina tive o privilégio de fazer o percurso circular das dunas do Almograve (8km).

Metade do percurso é feito pelo interior, o que lhe vai permitir ver a vida local e a outra metade é feita sobre as falésias seguindo 4 km do Trilho dos Pescadores.

Uma coisa é certa, irei voltar para fazer outros trilhos nesta sublime Rota Vicentina.

Informação: o melhor período para descobrir a Rota Vicentina é de setembro a junho. Os meses de julho e agosto são muito quentes (temperaturas acima de 30°). Nestes dois meses muito quentes, prefira fazer um percurso circular no início da manhã.

Para ter todas as informações necessárias para preparar os seus trilhos no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, visite o site Rota Vicentina.

Como deve de ter reparado, não há nenhuma praia neste artigo. Para ver as 10 praias mais lindas do Alentejo, clique aqui.

Informação: Como ainda não terminei de visitar a bela região do Alentejo, este top 10 pode ser alterado

Vai visitar o Alentejo? Não hesite em reservar o seu hotel ou o seu carro passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Reserve aqui o seu Hotel  Reserve aqui o seu carro

  • gotoportugal top 10 Alentejo

Sobre Tiago

Tiago 28 anos de idade, parisiense desde os 12 anos, decidi partir para a aventura e realizar o meu sonho : conhecer o nosso país de uma ponta à outra. Acho que se não conhecemos as nossas origens não nos podemos conhecer realmente. Leia mais aqui