Funchal: os 7 lugares a não perder na capital da Madeira

Praia Formosa

Neste artigo vai descobrir os 7 lugares a não perder durante a sua visita ao Funchal, cidade que recebe 37% (~ 100 526) da população da ilha da Madeira.

Vai ver um dos mais belos jardins do mundo, as belas ruas do centro histórico, monumentos com uma grande história, um colorido mercado e terá a oportunidade de experimentar um meio de transporte surpreendente e original.

Este artigo é o quarto da série sobre a Madeira, o primeiro onde falo sobre Porto Moniz e a Levada das 25 Fontes está aqui, o segundo sobre o Pico do Arieiro, Curral das Freiras e a Ponta de São Lourenço pode ser lido aqui e o terceiro sobre Câmara de Lobos e o Cabo Girão encontra-se aqui.

Os lugares que vai encontrar ao longo do artigo fazem parte dos lugares que visitei durante o meu quarto dia na Madeira. Vai encontrar o meu roteiro na melhor disposição para poder visitar todos os sítios perdendo o menor tempo possível.

Ao longo do artigo, vou também dar-lhe dicas sobre cada local para que possa preparar a sua viagem na bela ilha da Madeira.

Funchal : Jardim Tropical Monte Palace

Em 1987, José Berardo comprou uma propriedade (70 hectares) abandonada na freguesia do Monte no cimo de Funchal, que foi transformada por ele num fabuloso jardim, o Jardim Tropical Monte Palace.

Durante a sua visita (no mínimo de 2 horas), pode descobrir a flora e a fauna dos 4 cantos do mundo, obras de arte, azulejos, dois magníficos jardins orientais, um museu e um antigo hotel de luxo (Monte Palace Hotel), criado pelo ex-proprietário no início do século XX (1900).

Podia dizer que este jardim é um dos lugares mais bonitos da Madeira…

Mas vou fazer melhor: o Jardim Tropical Monte Palace é o jardim mais bonito que já vi em toda a minha vida!

Não acredita? Então veja as fotos aqui em abaixo!

  • Endereço: Jardim Tropical Monte Palace: Caminho das Babosas, 4, Funchal
  • Horários: todos os dias das 9h30 às 18h
  • Preço: 10 euros

Como ir até ao Jardim Tropical Monte Palace ?

Aconselho que vá até ao Jardim Tropical Monte Palace de carro ou no teleférico a partir do centro do Funchal.

Se for de carro, saiba que há um parque de estacionamento ao lado da entrada do jardim, no mesmo lugar onde chega o teleférico.

  • Endereço parque de estacionamento: Caminho do Desterro 62, Funchal

Informação: Se inserir o endereço do parque de estacionamento no seu GPS, ele vai o fazer subir pela parte de baixo da rua. O problema é que a rua é muito estreita, de dois sentidos e com um desnível muito importante.

Aconselho-o a chegar pela parte de cima da rua, adicionando este endereço no GPS: Caminho da Lombada 58, Funchal. Quando chegar a este endereço, só tem que virar à esquerda e após alguns metros, estará em frente à entrada do jardim e do parque de estacionamento.

Veja aqui o melhor itinerário desde o centro do Funchal:

A outra opção é apanhar o teleférico no centro do Funchal (Rua Dom Carlos I, 36). O bilhete ida e volta custa 15 euros por pessoa.

Igreja de Nossa Senhora do Monte

Depois de visitar o jardim vá descobrir a Igreja de Nossa Senhora do Monte (século XVIII), à esquerda do Jardim Tropical Monte Palace.

  • GPS: 32°40’32.1″N 16°54’08.7″W

Antes de deixar a parte superior do Funchal (Monte), saiba que tem a possibilidade de visitar um segundo jardim, o Jardim Botânico da Madeira. Para chegar ao jardim, apanhe um segundo teleférico localizado no “Largo das Babosas” a 200 metros à direita da entrada do Jardim Tropical Monte Palace.

Carros de Cesto do Monte

Mesmo ao lado da igreja de Nossa Senhora do Monte, vai encontrar os Carros de Cesto do Monte utilizados antigamente pelos moradores como meio de transporte para o centro do Funchal.

Hoje, estes carros são usados exclusivamente para o turismo. Se quiser experimentar um meio de transporte incomum e viver emoções fortes, assente-se num carro de cesto e desça as ruas do Monte até ao cruzamento com a estrada do Livramento (1,5 km) a mais de 40 km/h.

Como ir até ao centro histórico do Funchal depois de descer nos carros de cesto?

Se deixou o carro ao lado do Jardim Tropical Monte Palace, a única maneira de subir sem se cansar é apanhar um táxi.

Se subiu no teleférico, pode ir até ao centro histórico de táxi ou a pé. A caminhada é de 2 km (45 minutos).

Não terá problemas em fazer o percurso, é sempre a descer e é impossível perder-se. A maioria do percurso é feito numa única rua, e quando tiver que escolher entre uma ou outra rua, escolha aquela que desce, vai necessariamente chegar perto da marina e do centro histórico.

Se decidir apanhar um táxi, ao dar o seu destino, pergunte o preço para evitar problemas. Como em qualquer parte do mundo, alguns táxis não hesitam a aproveitar-se dos turistas e cobram preços exorbitantes.

Alguns devem de pensar que uma pessoa que paga 30€ para uma viagem de 1,5 km de Carro de Cesto, pode muito bem pagar 20€ para o mesmo percurso de táxi!

  • Preço Carros de Cesto: 1 passageiro: 25€, 2 passageiros: 30€, 3 passageiros: 45€

Centro do Funchal

Se vier de carro, aconselho-o a estacionar no centro comercial “La Vie” (Rua Doutor Brito Câmara 18, Funchal) e começar a sua visita no centro do Funchal pelo belo Parque de Santa Catarina.

  • Endereço: Avenida Do Infante 16, Funchal

Museu CR7

Se gosta de futebol, o lugar a não perder durante a sua visita ao Funchal é o Museu de Cristiano Ronaldo, um dos dois melhores jogadores do mundo.

Eu sei que há um debate estéril sobre quem é o melhor jogador do mundo entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, mas na minha opinião, os dois jogadores são incomparáveis.

Um deles é um génio, mesmo sem muito esforço conseguiria estar entre os melhores jogadores do mundo e o outro trabalha muito todos os dias para estar no top.

Ao visitar o museu CR7 vai encontrar fotos da infância até aos dias de hoje de Cristiano Ronaldo, os troféus que ganhou, as medalhas e as bolas de alguns dos seus jogos.

Mesmo que não seja um fã de Cristiano Ronaldo, aconselho-o a visitar o museu. Adorei ver os troféus dos principais campeonatos (inglês e espanhol) e o da Liga dos Campeões. É uma sensação incrível ver pela primeira vez estes troféus que estamos tão acostumados a ver na Televisão.

  • Endereço: Rua Princesa Dom Amélia 10, Funchal
  • Horários: de segunda a sábado das 10h às 18h
  • Preço: 5 euros

Centro histórico do Funchal

Depois de visitar o museu CR7, desça até à Avenida Sá Carneiro e caminhe durante 1,5km ao longo do oceano para descobrir a Fortaleza de Santiago (Portão Rua de São Tiago, 21), criada em 1614 para proteger a cidade dos ataques piratas.

Quando acabar a sua visita, vire à direita na rua de Santa Maria e vá até ao Largo do Socorro para descobrir esta bela igreja e a deslumbrante vista.

Depois volte para trás e passeie até ao fim da rua de Santa Maria (650 m) para descobrir o street art nas portas dos edifícios, bares, restaurantes.

Quando chegar ao fim da rua, vire à direita e vá visitar o colorido Mercado dos Lavradores onde vai poder comprar flores, peixe, frutas exóticas e muito mais.

O mercado é um ótimo lugar para conhecer um pouco melhor as especialidades da Madeira, mas é muito turístico.

Para ser honesto, tive algumas dificuldades em visitar este mercado. É impossível fazer mais de 5 passos sem ser abordado para comprar alguma coisa. Ao fim de n vezes a ser abordado torna-se insuportável, tão insuportável que tive que deixar o mercado ao fim de alguns minutos.

Normalmente quando as pessoas vão a um mercado, é com a ideia de comprar alimentos (peixe, fruta, etc.), mas num lugar turístico como no Funchal, há mais turistas do que clientes, o que faz com que os vendedores ao fim de algum tempo estejam fartos que lhe tiram fotos e que ninguém compre nada.

No fundo os vendedores têm razão, o problema é que ao serem demasiado insistentes com os visitantes/clientes, só temos um desejo é ir embora sem comprar nada.

Acho que se fizessem pagar a entrada (uma taxa simbólica) poderia resolver o problema. A Livraria Lello no Porto decidiu fazê-lo (3 €) e os visitantes têm a possibilidade de deduzir o bilhete na compra de um livro.

No fim toda a gente sairia a ganhar, as pessoas que não querem comprar pagam a entrada e aqueles que compram alguma coisa têm o bilhete de entrada deduzido.

No fim de visitar o Mercado dos Lavradores, vá em direção ao centro comercial “La Vie” e pare para visitar a Sé do Funchal (Rua da Sé, 2).

Depois perca-se nas ruas à volta da Sé para descobrir as belezas do centro da cidade.

Praia Formosa

Se tiver um carro vá visitar a maior praia da Madeira, a praia Formosa (a 6km do centro histórico do Funchal), onde pode apreciar o pôr-do-sol sentado na areia, num bar ou a comer num restaurante.

Informação: pode também ir do centro histórico à praia de autocarro. Apanhe a linha 01 ou 24 junto ao Parque de Santa Catarina e desça na estação Praia Formosa S.

  • Endereço: rua da Praia Formosa, Funchal
  • GPS: 32°38’33.5″N 16°57’19.0″W

Clique aqui para descobrir o quinto dia do meu roteiro na Madeira, onde pude visitar o magnifico Pico Ruivo

Informação: A minha viagem à Madeira foi organizada com a companhia aérea Aigle Azur, companhia que me permitiu descobrir e dar-lhe a conhecer esta maravilha.

Vai visitar a Madeira? Não hesite em reservar o seu hotel ou o seu carro passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Reserve aqui o seu Hotel  Reserve aqui o seu carro

 

Também lhe vai interessar :

  • a nao perder no funchal
  • como perder madeira

Sobre Tiago

Tiago 28 anos de idade, parisiense desde os 12 anos, decidi partir para a aventura e realizar o meu sonho : conhecer o nosso país de uma ponta à outra. Acho que se não conhecemos as nossas origens não nos podemos conhecer realmente. Leia mais aqui