Descubra as festas e romarias mais bonitas de Portugal

Portugal é um país com muitos séculos de história e ao longo dessa história foram surgindo várias festas e romarias, eventos estes que celebram as crenças e tradições dos portugueses. Neste artigo iremos falar das festas populares que fazem com que milhares de turistas queiram visitar Portugal – conheça, de seguida, as mais bonitas!

Romaria de Nossa Senhora D’Agonia (Viana do Castelo)

©http://www.ruralea.com

Esta é provavelmente a maior das romarias portuguesas e teve a sua origem no século XVIII, altura em que surgiu a devoção à Nossa Senhora d’Agonia na capela do Bom Jesus (conhecida atualmente por capela de Nossa Senhora d’Agonia).

Com localização em Viana do Castelo, no norte de Portugal, e realizando-se em agosto, esta romaria atrai todos os anos milhares de turistas portugueses e estrangeiros à cidade. A programação é muito rica e variada e tem uma duração de quatro dias.

Dos vários motivos de interesse, podemos destacar o Cortejo Histórico-Etnográfico, o Desfile da Mordomia e o monumental fogo-de-artifício.

O Cortejo Histórico-Etnográfico é um autêntico museu vivo e é composto por mais de 3000 figurantes que desfilam pelas ruas de Viana do Castelo num percurso de mais de 2 km. Este cortejo serve para preservar e mostrar os usos e costumes desta cidade aos seus habitantes e visitantes, amantes de festas e romarias.

O Desfile da Mordomia é outro dos momentos altos deste evento e que faz desta uma das festas e romarias mais importantes em Portugal. Mais de 400 mulheres oriundas de todas as freguesias de Viana do Castelo envergam trajes típicos e várias peças de ouro (colares, brincos, anéis) e desfilam pelas principais ruas da cidade – sem dúvida, um desfile que não pode perder!

Feiras Novas (Ponte de Lima)

Também com localização no norte de Portugal, as Feiras Novas são mais uma romaria que atrai a Ponte de Lima milhares de turistas portugueses e de outras nacionalidades. Esta festa realiza-se em setembro e é feita em honra de Nossa Senhora das Dores.

Com localização no centro histórico da vila mais antiga de Portugal, este é um evento com um cenário deslumbrante. Aqui, os turistas podem admirar e atravessar a magnífica ponte medieval sobre o rio Lima que dá nome a esta vila.

Durante os vários dias desta romaria são várias as atividades a que pode assistir ou mesmo participar: ouça as fantásticas tunas académicas em concertos únicos, participe em cantares ao desafio, assista a concertos de música popular de grupos oriundos desta região do país e, claro, não perca o fantástico fogo-de-artifício que ilumina a noite nesta bonita localidade.

Festas de Nossa Senhora dos Remédios (Lamego)

©http://lamegoimage.blogspot.pt

Estas festas decorrem na bonita cidade de Lamego, no Alto Douro Vinhateiro, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade em 2001.

Sendo uma das maiores romarias em Portugal, as festas em honra de Nossa Senhora dos Remédios também atraem milhares de turistas à cidade e ao seu magnífico Santuário. Construído em 1750, este santuário é um dos palcos principais para estas festas.

Um pouco por toda a cidade e ao longo de alguns dias em setembro, poderá acompanhar os momentos altos destas festas: a bonita Procissão do Triunfo, eventos culturais e desportivos, concertos e o magnífico espetáculo de fogo-de-artifício.

Mas quem vier até esta cidade depressa se aperceberá que há muito mais para ver para além das Festas de Nossa Senhora dos Remédios: não perca a oportunidade de admirar as bonitas paisagens que envolvem o rio Douro e experimentar um cálice do famoso vinho do Porto num dos sítios em que ele é realmente produzido.

São João (Braga e Porto)

Considerada como uma das maiores festas populares em Portugal, as festas em honra de S. João decorrem em junho em algumas cidades do país e atraem milhares de turistas – nesse aspeto podemos destacar as bonitas cidades de Braga e do Porto.

©http://bragaon.blogspot.pt

Em Braga, esta festa popular tem uma duração superior a uma semana e tem como um dos pontos altos das celebrações o fantástico fogo-de-artifício da noite de 23 para 24 de junho.

Contando com alguns séculos de história, o programa do São João de Braga é muito rico e tem vários motivos de interesse, grande parte deles tendo lugar no centro histórico da cidade.

Venha a esta cidade e veja o magnífico cortejo históricoanimação de ruaconcertos de bandas filarmónicas (e não só),  exposições e a procissão de São João Baptista com nove andores e centenas de figurantes.

São João do Porto, conhecido como a maior festa popular do norte de Portugal, atrai centenas de milhares de pessoas às ruas da cidade do Porto (mas também de Vila Nova de Gaia).

Já com vários séculos de tradição, esta festa marcava inicialmente o solstício de verão, altura em que se celebrava a abundância e fertilidade; posteriormente, tornou-se numa festa com ligações à igreja.

Atualmente esta festa apresenta um programa vasto com cerca de um mês de duração e acontecimentos um pouco por toda a cidade. Desde finais de maio e até final de junho, serão vários os motivos para não perder esta que é uma das maiores festas e romarias do país.

Vários eventos musicais terão lugar durante este período, onde podemos destacar o fantástico NOS Primavera Sound, no parque da cidade, e o mais recente Porto Blues Fest, nos jardins do Palácio de Cristal. Para além destes eventos que atravessam fronteiras, também nesta altura ocorrerão vários concertos de ranchos folclóricos.

Mas, tal como em Braga, esta festa tem o seu momento alto na noite de 23 para 24 de junho, altura em que toda a gente sai para a rua em direção à Avenida dos Aliados e à Ribeira. É sobretudo nesta altura que as pessoas andam com martelos de plástico ou alho-porro pelas ruas do centro histórico do Porto a dar marteladas noutras pessoas; é igualmente tradição fazer o lançamento de balões de ar quente de papel.

Como não podia deixar de ser, a noite mais longa do ano na cidade do Porto continua com o maravilhoso fogo-de-artifício que tem lugar na Ponte Luiz I e em outros pontos estratégicos colocados no rio Douro e por toda a cidade.

Aproveite para conhecer o fantástico centro histórico do Porto, Património da Humanidade, e todos os seus monumentos – não é por acaso que a cidade tem sido eleita como o Melhor Destino Europeu.

Santo António (Lisboa)

festas e romarias
©http://www.dn.pt

A maior festa popular de Lisboa e uma das maiores do país celebra-se em honra de Santo António, que nasceu na capital portuguesa em finais do século XII e, segundo algumas fontes, morreu em Itália 39 anos depois.

Esta festa, que também se realiza em junho, tem alguns momentos únicos a nível nacional que atraem milhares de pessoas vindas de todo o país mas também do estrangeiro – aí podemos destacar sem dúvida as marchas populares.

Com mais de oito décadas de história, as marchas populares de Lisboa já são uma tradição desta época festiva e reúnem os vários bairros da cidade num cortejo. Como já é costume estas marchas realizam-se no dia 12 de junho na bonita Avenida da Liberdade e contam com centenas de participantes.

Outra tradição desta festa são os famosos casamentos de Santo António que também se realizam no dia 12 de junho e que juntam vários casais para a celebração do matrimónio – não fosse Santo António considerado o santo casamenteiro.

Mas esta festa popular não se resume às marchas populares e aos casamentos de Santo António. As pessoas aproveitam esta altura para embelezar as suas casas e os seus bairros com manjericos e o cheiro a sardinha assada anda no ar.

Se for a Lisboa, não perca a oportunidade de descobrir a cidade e provar uma sardinha assada e o caldo verde, tão típicos desta altura e tão saborosos!

Festa da Flor (Funchal – Madeira)

Realizada na primavera, esta festa marca a relação especial entre os madeirenses e as flores.

Desde há muitos anos que a ilha da Madeira é também conhecida como a “ilha das flores” e isso deve-se ao facto de esta ilha reunir as condições climatéricas, e não só, para que vários tipos de flores aqui desabrochem.

A nível histórico, a ilha sempre foi um ponto de passagem para navios que rumassem aos continentes africano e americano. Ao desembarcarem e ao passearem pelas ruas do Funchal, os turistas eram abordados pelas floristas que lhes venderiam todo o tipo de flores; para além disso, os turistas também podiam apreciar os belos jardins de cada casa.

Esta relação entre a Madeira e as flores continua viva e atrai cada vez mais turistas de todo o mundo.

Há alguns momentos desta festa que não pode perder como o Cortejo Infantil, que consiste num desfile de centenas de crianças vestidas de flores que vão até à Praça do Município, onde é feito o “Muro da Esperança“.

O Cortejo Alegórico da Flor é, contudo, o momento alto das celebrações. Constituído por centenas de figurantes vestidos a preceito e vários carros alegóricos, este cortejo espalha por algumas ruas do Funchal a alegria tão típica deste tipo de eventos – um momento a não perder!

Pode aproveitar igualmente esta altura do ano e esta festa em particular para admirar os bonitos tapetes de flores e as exposições em torno deste tema.

A Festa da Flor é mais uma das bonitas festas e romarias em Portugal e é um postal de visita à bonita ilha da Madeira, considerada a “Pérola do Atlântico” e eleita em 2016 como o melhor destino insular do mundo.

Festas Sanjoaninas (Angra do Heroísmo – Ilha Terceira – Açores)

festas e romarias
©http://bomdia.eu

As Festas Sanjoaninas são outra das mais bonitas festas e romarias em Portugal e têm lugar na bonita cidade de Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, Açores.

Tal como a Festa da Flor, na Madeira, também as Festas Sanjoaninas são um dos principais postais de visita dos Açores e atraem milhares de turistas todos os anos, por altura das comemorações do S. João, em junho.

Com um programa com mais de uma semana de duração, as Festas Sanjoaninas têm vários motivos de interesse onde se destacam os concertos, a Feira Taurina de São João e as marchas de São João.

A Feira Taurina de São João é um momento que pode ser apreciado por amantes da tauromaquia – nesta feira poderá assistir, entre outras coisas, às touradas à corda e às largadas de touros.

As marchas de São João são o momento alto desta festa popular e mais de 3000 figurantes participam neste que é um momento de música, dança e diversão.

Aproveite esta altura para explorar a ilha e o centro histórico de Angra do Heroísmo, classificado pela UNESCO em 1983 como Património da Humanidade. Esta é, sem dúvida, uma cidade única numa ilha fantástica, por isso aproveite para as conhecer!

Outras festas e romarias de Portugal

festas e romarias
©http://gazetarural.com

Em Viseu, podemos destacar a magnífica Feira de São Mateus, uma festa que se realiza entre agosto e setembro e que atrai milhares de pessoas. Destacam-se nesta feira os concertos de conceituados artistas nacionais e internacionais, as bonitas exposições e diversões.

Em Aveiro, as atenções ficam viradas para a Feira de Março, que tem lugar no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro entre março e abril. Numa das festas e romarias mais antigas de Portugal (tem mais de cinco séculos de história), conheça a gastronomia local e assista a concertos memoráveis.

Finalmente, entre maio e junho, podemos encontrar outra das maiores festas e romarias de Portugal no Porto, em Leça da Palmeira – o Senhor de Matosinhos. Esta festa tem como momentos altos o monumental fogo-de-artifício e a bonita procissão do Senhor de Matosinhos, mas pode desfrutar também dos concertos e diversões aí presentes.

Enfim, são muitas as festas e romarias em Portugal que dinamizam várias regiões do país e atraem milhares de turistas. De que está à espera? Visite Portugal!

Quer visitar Portugal? Não hesite em reservar o seu hotel ou o seu carro passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Reserve aqui o seu Hotel  Reserve aqui o seu carro

Também lhe vai interessar:

  • festa romaria norte portugal
  • maiores romarias de portugal
  • romarias em portugal o que é

Sobre Tiago

Tiago 29 anos de idade, parisiense desde os 12 anos, decidi partir para a aventura e realizar o meu sonho : conhecer o nosso país de uma ponta à outra. Acho que se não conhecemos as nossas origens não nos podemos conhecer realmente. Leia mais aqui