Delimitado a norte e a este pelas regiões espanholas da Galiza e de Castela e Leão, a oeste pelo Oceano Atlântico e a sul pela Região Centro, o Norte de Portugal é também a região mais populosa, a segunda região mais rica do país e responsável por cerca de metade das exportações portuguesas devido ao grande tecido empresarial que se situa sobretudo no Porto e Minho.

O Porto e o Minho oferecem aos seus visitantes o melhor da identidade portuguesa: uma gastronomia fantástica, pessoas acolhedoras, cidades, vilas e aldeias autênticas, paisagens deslumbrantes e muito mais!

No roteiro abaixo, vai poder descobrir as maravilhas do Porto e do Minho em 7 dias, uma das regiões que mais gosto em Portugal!

Roteiro pelo Norte de Portugal (Porto e Minho)

Dia 1

Porto

Se chegar ao Norte de Portugal de avião ou de comboio, então o meu conselho é para que comece a visita a esta região pela bonita cidade do Porto, uma das mais bonitas do país e com um centro histórico classificado pela UNESCO como Património da Humanidade.

Nos primeiros dois dias não tem de se preocupar em alugar carro pois há vários meios de transporte na cidade que o poderão levar a todos os pontos de interesse. Seja através de metro, de autocarro, de elétrico, de comboio, de funicular ou mesmo a pé, meios não faltarão!

Para começar a sua visita à “cidade invicta”, nada como ir até à Estação de São Bento. Ao entrar neste edifício inaugurado há mais de um século ficará rendido aos bonitos painéis de azulejos que embelezam o hall principal e que retratam cenas da vida quotidiana e da história portuguesa.

De seguida, suba até àquela que é a rua mais comercial do Porto: a Rua de Santa Catarina. Aqui, terá a oportunidade de admirar as montras de lojas de vestuário, calçado e joalharia. Aproveite para fazer uma pequena pausa e tomar um café num dos mais encantadores sítios da cidade, o Café Majestic, outrora local escolhido para convívios literários e não só.

Após a merecida pausa, continue a sua visita pelo Porto passando pelo Mercado do Bolhão. Este é um dos melhores sítios para sentir verdadeiramente a autenticidade dos habitantes da cidade, um mercado com décadas de história e onde pode comprar os produtos mais típicos desta região.

Informação: este mercado encontra-se encerrado até 2020 para obras de requalificação.

Atravesse, a seguir, a bonita Avenida dos Aliados, onde poderá admirar o majestoso edifício da câmara municipal do Porto. Neste edifício tenho de destacar a fachada em granito, embelezada por algumas esculturas, e o interior ricamente decorado com mármore e granito. A não perder!

O próximo destino encontra-se no topo da Rua das Carmelitas e é um dos locais mais visitados da cidade do Porto – a bonita Livraria Lello. Este monumento passou por algumas obras de restauro e tem sido considerado por várias entidades como uma das mais bonitas livrarias do mundo, motivo pelo qual o número de visitas seja superior a 1 milhão nos anos mais recentes.

Informação: a entrada é paga mas pode abater o valor na compra dum livro.

Depois de visitar a Livraria Lello, prossiga o seu passeio e vá até a um sítio único em Portugal, onde duas igrejas se encontram lado a lado: a Igreja do Carmo e a Igreja dos Carmelitas Descalços.

Estas igrejas foram construídas no século XVII (Igreja dos Carmelitas Descalços) e XVIII (Igreja do Carmo) e destacam-se pela beleza das suas fachadas e pelo bonito painel de azulejos que se encontra de frente para a Praça Carlos Alberto.

Como curiosidade, saiba que estes monumentos estão separados por aquele que é considerado o imóvel mais estreito do Porto, conhecido como a Casa Escondida.

De seguida, parta em direção àquele que é considerado o ex-líbris da cidade do Porto e um dos monumentos a não perder quando visitar o Norte de Portugal: a Torre dos Clérigos.

Faça questão de subir os 240 degraus desta torre para aceder ao miradouro que oferece algumas das melhores vistas sobre a cidade do Porto, sobre o rio Douro e sobre Vila Nova de Gaia – uma experiência única e que não quererá perder!

Após ficar a conhecer este monumento, desça até ao bonito Palácio da Bolsa. Este edifício é um dos que mais se destaca no centro histórico do Porto e pode ficar a admirar o seu estilo neoclássico durante algum tempo, sentado num banco no jardim mesmo em frente.

Depois de admirar o exterior deste palácio, não hesite em entrar e fazer uma visita guiada para ficar rendido à beleza de cada sala e átrio em que passar.

Junto ao Palácio da Bolsa pode encontrar outro monumento religioso que merece a sua visita: a Igreja de São Francisco. Considerada por alguns como a mais bela igreja do Porto, destacam-se o seu interior revestido em talha dourada e a sua cripta.

Vá, a seguir, para um dos pontos altos da sua visita ao centro histórico do Porto, a Ribeira. Este é um dos bairros mais autênticos da cidade e pode explorar as ruas estreitas para sentir a verdadeira atmosfera portuense.

Para além da beleza das suas ruas, descanse algum tempo numa esplanada de frente para o rio Douro e admire toda a paisagem envolvente, incluindo a magnífica Ponte Luis I, construída em finais do século XIX.

Para terminar este primeiro dia do seu roteiro pelo Norte de Portugal e se ainda tiver tempo, suba até à Serra do Pilar e desfrute dum fantástico pôr-do-sol, neste que é um dos melhores miradouros com vistas para o centro histórico do Porto – a não perder!

Onde dormir no Porto

Ribeira do Porto Hotel *** (link afiliado)

Situado na zona histórica da Ribeira e com vistas sobre o rio Douro, o hotel de três estrelas Ribeira do Porto Hotel apresenta um bar típico e uma receção aberta 24 horas. Cada quarto está elegantemente decorado e inclui ar-condicionado, televisão, wi-fi, cofre para portáteis e casa-de-banho com secador.

The Artist Porto Hotel & Bistrô **** (link afiliado)

O Artist Porto Hotel & Bistrô oferece aos seus hóspedes 17 quartos espaçosos com ar-condicionado, televisão, cofre e um minibar para além das casas-de-banho com tudo o que precisa. Uma curiosidade acerca deste hotel é o facto de servir como escola-hotel para os estudantes da Escola de Turismo do Porto.

Dia 2

Se não teve a oportunidade de visitar a Serra do Pilar e admirar de perto o mosteiro, então sugiro que comece este segundo dia por aqui. Apanhe o metro em direção a Santo Ovídio e saia na estação do Jardim do Morro, depois é uma pequena caminhada até ao Mosteiro da Serra do Pilar.

De seguida, desça pela Calçada da Serra ou apanhe o teleférico no Jardim do Morro que o levará até ao Cais de Gaia. Aqui, sugiro que explore um pouco a Ribeira de Gaia e admire as vistas para o Porto; ficará também encantado com os típicos barcos rabelos que serviam outrora para o transporte das pipas de vinho do Porto desde as quintas produtoras a montante até às caves situadas nesta zona.

Ribeira - Porto

Por falar em vinho do Porto, tenho uma sugestão para si: uma visita a uma das muitas caves de vinho do Porto que por aqui se encontram.

Nessa visita, poderá admirar as grandes pipas que armazenam o vinho durante anos e ficará a saber um pouco mais acerca da história do Vale do Douro e da produção do vinho do Porto. No final, nada como desfrutar dum excelente cálice deste vinho.

Após a visita às caves do vinho do Porto, sugiro que faça um cruzeiro pelo rio Douro, também conhecido como o “Cruzeiro das 6 Pontes” pois passa por baixo das seis pontes que cruzam o rio entre as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia.

Terminado o cruzeiro pelo rio Douro, suba até à Igreja de Santa Clara – tem duas opções para o fazer: usando o funicular dos Guindais (junto à Muralha Fernandina) de forma a descansar um pouco e desfrutar das vistas ou, senão, pode aventurar-se a subir as Escadas dos Guindais e desfrutar da atmosfera típica deste sítio. Qualquer que seja a sua decisão, com certeza que irá adorar!

Depois de admirar a Igreja de Santa Clara com características de estilo barroco e um interior em talha dourada, caminhe cerca de 250 metros até outro monumento que não poderá perder na cidade do Porto – a Sé Catedral.

Se - Catedral do Porto

A Sé do Porto começou a ser construída no século XII mas foram várias as obras de melhoramento e alargamento ao longo dos séculos e por isso constatará a diversidade de estilos arquitetónicos como é o caso do românico, do gótico e do barroco.

Continue o seu passeio e desça pelas ruas típicas do bairro da Sé em direção à Igreja de São Francisco.

Bairro da Se - Porto

Aí, proponho que apanhe o elétrico e desfrute duma viagem diferente junto à margem do rio Douro até ao Passeio Alegre, na Foz. Esta viagem dura cerca de 25 minutos e dar-lhe-á a sensação de viajar como os habitantes o faziam antigamente.

Para terminar o dia, desfrute duma maravilhosa refeição num dos restaurantes típicos do Porto – pode optar pela famosa “francesinha” ou por outros pratos mais “convencionais”.

Informação: a vida noturna na cidade do Porto é espetacular e pode desfrutar duma bebida num dos muitos bares nas conhecidas “Galerias Paris”, junto à Livraria Lello, ou senão na Ribeira do Porto.

Vai visitar o Porto? Convido-o a ler este itinerário detalhado (clicar aqui) para ajudá-lo a preparar melhor a sua viagem e a descobrir esta maravilhosa cidade em 2 dias.

Dia 3

Guimarães

Para desfrutar ao máximo do restante roteiro pelo Norte de Portugal e em particular pelo Minho, recomendo que alugue um carro aqui (link afiliado) de forma a que possa deslocar-se mais rapidamente e visitar sítios não acessíveis por outros meios de transporte.

A cerca de 55 km do Porto, poderá visitar a bonita cidade de Guimarães, também conhecida como a “cidade berço” e primeira paragem no Minho. Aqui, são vários os pontos de interesse e é garantido que vai passar um dia excelente.

Aqui nasceu portugal - Guimarães - Minho

Comece por estacionar o carro no Parque das Hortas (estacionamento gratuito) e depois parta à descoberta do centro histórico a pé. De referir que o centro histórico de Guimarães é Património da Humanidade e depressa perceberá porquê.

O primeiro ponto de passagem obrigatória será a bonita Igreja de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos. Esta igreja, construída entre o século XVI e o século XVIII, foi melhorada ao longo dos tempos e ocupa atualmente um lugar de relevo na cidade de Guimarães, mesmo de frente para o Largo da República do Brasil.

Igreja de Nossa Senhora da Consolacao e Santos Passos - Guimarães - Minho

De seguida, suba o Largo da República do Brasil até ao cruzamento com a Avenida Alberto Sampaio. Não terá problemas em encontrar essa avenida pois está lado a lado com a magnífica muralha que se estende por vários metros. Continue pela avenida e depois entre pelos caminhos de terra que vão dar ao ex-líbris desta cidade e um dos sítios com mais história no Minho: o castelo de Guimarães.

Minho

Em posição dominante sobre a área em redor, este castelo serviu durante muito tempo de proteção da população de Vimaranes e é hoje um sítio de inegável valor histórico, considerado igualmente como uma das sete maravilhas de Portugal.

Depois de visitar o castelo, desça pelo caminho em frente e admire a pequena Capela de São Miguel do Castelo, construída no século XIII.

Capela de Sao Miguel do Castelo - Minho

A seguir, aconselho-o a visitar um dos mais belos monumentos não só do Minho mas de todo o país – o Paço dos Duques de Bragança. Saiba que a visita durará mais de uma hora mas nem vai dar pelo tempo a passar.

Minho

Entre outros elementos de destaque, não perca a oportunidade de admirar a Sala de Armas, o Salão Nobre e a bonita capela. Como curiosidade, saiba também que este monumento é a residência oficial do Presidente da República nas suas visitas ao norte do país.

Para terminar este dia, nada como passear pelas bonitas ruas do centro histórico de Guimarães.

Rua de Santa Maria - Guimarães - Minho

Conheça a Rua de Santa Maria, uma das mais antigas ruas da cidade que fazia a importante ligação entre o castelo e a parte baixa de Guimarães. Depois, vá até à Praça de São Tiago e admire o bonito edifício com traços de estilo gótico, outrora Paços do Concelho.

Domus Municipalis Guimaraes - Minho

Para além da riqueza arquitetónica deste local, saiba que este é um dos sítios mais animados e frequentados da cidade, onde também poderá relaxar numa das esplanadas e apreciar a beleza envolvente.

Praca de Sao Tiago - Guimarães - Minho

Posteriormente, passe pelo antigo edifício da câmara e vá até ao Largo da Oliveira. Este é um dos sítios historicamente mais importantes de Guimarães e do Minho devido à presença de dois monumentos que se encontram lado a lado: a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira e o Padrão do Salado.

Largo da Oliveira - Guimarães - Minho

A igreja tem vários séculos de história mas foi no século XIV que ganhou a sua forma atual devido às obras de remodelação pelas quais passou.

Tal como a igreja, também o Padrão do Salado tem a sua origem no século XIV e são ambos exemplos únicos do estilo gótico no Minho e em Portugal e monumentos que não pode perder durante a sua visita a Guimarães.

Minho

Informação: se preferir, pode começar a sua visita ao centro histórico de Guimarães pelo castelo – há aí um parque de estacionamento gratuito. Depois, pode descer até à Igreja de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos. O único inconveniente é que depois terá de subir tudo quando voltar ao seu carro.

Centro Historico Guimaraes

Onde dormir em Guimarães

Posh Residences e PR Suites (links afiliados)

Aquando da minha última visita a Guimarães, passei a noite num dos apartamentos da Joana, classificados com 9,3/10 (quando escrevi este artigo) no Booking.com.

Posh Residences situa-se junto à Praça de São Tiago e tem apartamentos com cozinha e sala de estar. A PR Suites encontra-se perto do Largo do Toural e dispõe de estúdios com decoração moderna e casa de banho privada com artigos de higiene gratuitos.

Os dois alojamentos dispõem de ligação wi-fi, televisão, ar-condicionado, estacionamento gratuito (a poucos metros de distância) e a cereja no topo do bolo é o pequeno-almoço que é servido todas as manhãs no alojamento.

Hotel da Oliveira **** (link afiliado)

O Hotel da Oliveira situa-se no centro histórico de Guimarães e os quartos têm ar-condicionado e casas de banho privadas com artigos de higiene gratuitos e secador. Todos os quartos estão decorados de forma diferente e sobre o tema duma personalidade histórica de Guimarães.

Dia 4

Guimarães e Braga

Na manhã deste quarto dia do seu roteiro pelo Porto e Minho, proponho que vá visitar um dos sítios mais bonitos em Guimarães: o Monte da Penha.

Santuario da Penha - Guimaraes - Minho

O Monte da Penha é o ponto mais elevado do município de Guimarães e pode chegar a este sítio de duas formas – de carro ou de teleférico.

O meu conselho é para que faça o trajeto de teleférico pois assim poderá apreciar as vistas duma perspetiva diferente e não terá de se preocupar com o estacionamento quando chegar ao seu destino. Saiba também que este é o único teleférico que irá encontrar a norte do rio Douro tornando a experiência ainda mais especial!

Uma vez chegado ao Monte da Penha, saiba que poderá visitar o bonito Santuário da Penha. A construção deste santuário foi concluída em meados do século XX e o material utilizado foi, em grande parte, o granito proveniente desta região.

Guimarães - Minho

Para além do santuário ainda há outros motivos de interesse: um campo de minigolfe, um comboio turístico, áreas para piquenique e miradouros únicos para a cidade de Guimarães mas também para a região envolvente.

Vai visitar Guimarães? Convido-o a ler este top dos sítios a visitar (clicar aqui) para ajudá-lo a preparar melhor a sua viagem e descobrir esta maravilhosa cidade.

Após terminar a sua visita ao Monte da Penha e a Guimarães, sugiro que continue o seu passeio pelo Minho com uma ida até Braga, a “cidade dos arcebispos”.

Situada a cerca de 25 km de Guimarães e a 55 km do Porto, Braga é das cidades mais antigas de Portugal e, claro, umas das mais bonitas. Em 2019 foi eleita como o segundo melhor destino europeu do ano e motivos não faltam para que venha a ser, eventualmente, o melhor.

A minha sugestão é para que comece a sua visita pelos arredores de Braga. Dirija-se então até àquele que é um dos mais bonitos santuários do Minho e do país e que foi eleito em 2019 Património da Humanidade pela UNESCO: o Santuário do Bom Jesus do Monte.

Bom-Jesus-do-Monte-braga - Minho

Se quiser visitar este sítio de forma diferente, então sugiro que deixe o seu carro no parque de estacionamento que tem na Estrada de São Pedro. Aí terá duas opções: subir o magnífico escadório que o levará até ao santuário ou, senão, apanhar o funicular que faz um trajeto paralelo àquele do escadório.

Se optar pelo escadório, saiba que este se divide em três lanços construídos entre o século XVIII e XIX – o Pórtico Barroco, o Escadório dos Cinco Sentidos e o Escadório das Três Virtudes Teologais. Para além de toda a beleza da natureza envolvente que o acompanhará na sua subida, saiba também que poderá admirar pequenas capelas, com representações da Via Sacra, e algumas fontes.

Como alternativa, pode optar pelo funicular que foi o primeiro a ser construído na Península Ibérica (inaugurado em 1882) e que é atualmente o único no mundo a utilizar um sistema de contrapeso de água.

Quando chegar ao recinto, poderá perder-se pelos vários pontos de interesse que por aí se encontram. Naturalmente, deverá começar por admirar a Basílica do Bom Jesus, um extraordinário edifício em estilo neoclássico, construído entre finais do século XVIII e inícios do século XIX.

De seguida, explore o Parque do Bom Jesus, uma área arborizada que envolve a basílica e não só. Aí poderá percorrer um dos caminhos pedestres e admirar os bonitos jardins, fontes e lagos artificiais, incluindo um com barcos para alugar. Motivos não faltam para fazer aqui uma pausa merecida!

Volte para o seu carro descendo o escadório ou apanhando o funicular e conduza até ao próximo ponto de interesse no Minho, também ele localizado nos arredores de Braga – o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro, situado apenas a 2,5 km do Santuário do Bom Jesus.

Sameiro Por do Sol - Minho

Neste santuário poderá admirar uma das mais bonitas e mais importantes basílicas do Minho e do país, um monumento construído em 1863 e reconstruído anos mais tarde.

Um pouco à imagem do Santuário do Bom Jesus, também aqui poderá admirar um bonito escadório para além duma estátua erigida em honra do Papa João Paulo II. Em redor da basílica terá ainda a oportunidade de descansar no jardim e admirar um cruzeiro, algumas fontes e uma capela.

Santuario-do-Sameiro-Braga - Minho

Informação: não se esqueça de subir ao miradouro da basílica (entrada situada na parte de trás) para admirar uma esplêndida vista a 360° sobre Braga e arredores.

Onde dormir em Braga

Hotel do Parque **** (link afiliado)

O Hotel do Parque é um dos preferidos das pessoas que visitam o Minho e, em particular, Braga não só pela sua qualidade mas também pela sua localização. Se ficar aqui hospedado, saiba que encontrará o magnífico Santuário do Bom Jesus a poucos metros de distância; aproveite igualmente para passear pelos bonitos jardins que aí se encontram.

Ibis Budget Braga Centro ** (link afiliado)

Neste hotel terá à sua disposição quartos com ar-condicionado, com televisão e secretária bem como uma casa de banho privativa.

Localizado a poucos metros do centro histórico de Braga, o Ibis Braga Centro dá a possibilidade de ficar alojado na cidade a um preço muito acessível e com todo o conforto necessário para passar uma noite agradável. No dia seguinte, pode explorar os pontos de interesse que se encontram nas redondezas.

Dia 5

Braga

Na manhã deste quinto dia do seu roteiro pelo Porto e Minho, conduza até ao centro histórico da cidade e tente estacionar numa das ruas que aí se encontram, caso contrário pode ir para o parque de estacionamento da Avenida Central.

Aproveite o facto de ter deixado o seu carro estacionado nesta zona e comece a sua visita pela bonita Basílica dos Congregados.

Basilica-dos-Congregados-braga - Minho

Construída no século XVIII (mas concluída apenas em 1964 com a construção da torre oeste), a Basílica dos Congregados fez parte do antigo Convento dos Congregados que se destaca pela sua arquitetura de estilo barroco.

Dentro da igreja, aproveite para admirar estátuas em granito representando Abraão, Isaac, Jacob e David e, na capela-mor, o estuque tão característico do estilo rococó.

Basilica-dos-Congregados-braga - Minho

A seguir, conheça um dos sítios mais bonitos do centro histórico, a Arcada da Lapa, localizada na Praça da República.

A arcada foi edificada em 1715 onde antes se encontrava uma parte da muralha do castelo da cidade. Este local abrigado foi durante muito tempo o sítio onde os comerciantes da cidade vendiam os seus produtos.

Na segunda metade do século XVIII, foi construída no meio da arcada a Igreja da Lapa fruto da crescente devoção dos habitantes da cidade à Nossa Senhora da Lapa.

Arcada da Lapa - visiter Braga - Minho

Atualmente pode encontrar dois cafés/restaurantes históricos da cidade de Braga sob esta arcada: o Café Vianna, inaugurado em 1871, e o Café Astória, em 1928. Não hesite em parar durante algum tempo num destes sítios e tomar um café enquanto aprecia a beleza desta praça.

Atrás da Arcada da Lapa terá a possibilidade de admirar a torre de menagem, com cerca de 30 metros de altura. Este monumento é a única parte que resta do castelo de Braga, destruído em 1906.

Torre-de-Menagem-do-Castelo-de-Braga - Minho

O antigo castelo datava da época romana (século III), tendo sido sujeito a obras de melhoramento ao longo dos séculos.

A partir do século XVI, foi perdendo a sua função defensiva devido às novas técnicas usadas pelas forças adversárias e devido ao crescimento da cidade, motivo pelo qual, veio a ser destruído.

Junto à torre de menagem, encontrará a bonita Igreja dos Terceiros onde poderá entrar e admirar os bonitos painéis de azulejos e restante decoração religiosa.

Igreja-dos-Terceiros Braga - Minho

Cerca de 200 metros mais à frente, irá descobrir aquele que é um dos mais bonitos jardins da cidade, o Jardim de Santa Bárbara.

Para além da beleza natural deste jardim, saiba que este sítio se encontra rodeado por alguns dos edifícios históricos da cidade como é o caso do Paço Arquiepiscopal e a Reitoria da Universidade do Minho.

Jardim-de-Santa-Barbara-Braga - Minho

Aproveite a sua passagem por este local e descanse um pouco enquanto admira a bonita fonte do século XVII com uma estátua de Santa Bárbara, presente no centro do jardim.

De seguida, caminhe alguns metros em direção ao Museu dos Biscainhos.

Este museu situa-se no Palácio dos Biscainhos, construído no século XVII, e aqui poderá admirar peças de mobiliárioourivesariacerâmica e muito mais! Estas peças representam a vida quotidiana entre os séculos XVII e XIX.

Museu-dos-Biscainhos-Braga - Minho

Para além do museu, pode aproveitar a oportunidade para admirar o bonito jardim do século XVIII, altura em que o barroco estava em destaque no panorama artístico português.

Museu-dos-Biscainhos-braga - Minho

Após a sua visita ao Palácio dos Biscainhos, continue em direção à Rua Dom Diogo de Sousa. Aí encontrará o bonito Arco da Porta Nova, onde se situa a última porta a ser aberta nas muralhas da cidade no início do século XVI. O arco em questão foi construído no decorrer do século XVIII.

Arco-da-Porta-Nova-Braga - Minho

De seguida, dirija-se a um dos mais belos monumentos desta cidade: a Sé Catedral.

Com fundação no século XI, este templo é dos mais importantes do período românico em Portugal e é um símbolo da diocese de Braga, considerada a mais antiga da Península Ibérica e que remonta ao ano 45 d.C.

Se de Braga - Minho

Para além da função religiosa, esta catedral também desempenha uma função cultural devido ao seu museu com uma rica coleção de arte sacra.

Como curiosidade, saiba que os pais de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal, se encontram aqui sepultados.

Contorne, de seguida, a catedral e admire a Igreja da Misericórdia e a Capela de São Geraldo, situadas junto ao Largo D. João Peculiar; mais à frente poderá ver o Largo do Paço.

Largo-do-Paco-braga - Minho

Depois de admirada a catedral mais antiga de Portugal e zona envolvente, siga até outra das bonitas edificações religiosas que pode encontrar em Braga – a Igreja de Santa Cruz.

Igreja-de-Santa-Cruz-Braga - Minho

Construída com traços de estilo barroco e maneirista do século XVII, esta igreja foi reedificada menos de 100 anos mais tarde pois corria o risco de desabar.

A fantástica fachada, que ainda permanece da “primeira versão” da igreja, foi restaurada no início do século XXI e é para mim a mais bonita fachada de todas as igrejas da cidade de Braga.

Neste sítio, a lutar pelas atenções com a Igreja de Santa Cruz, encontrará a Igreja de São Marcos.

Igreja-de-sao-Marcos-Braga - Minho

Inaugurada na primeira metade do século XIX e propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Braga, uma instituição católica que ajuda os enfermos e os pobres, a Igreja de São Marcos foi a que mais me surpreendeu!

Contrariamente à Igreja de Santa Cruz, esta igreja fascinou-me pelo seu interior graças ao seu estilo único que se destaca das demais desta cidade. Quando visitei esta igreja, tive a sensação de estar no Panteão Nacional, em Lisboa, mas a uma escala mais pequena.

Igreja-de-Sao-Marcos-Braga

Finalmente e antes de regressar ao seu carro, saiba que encontrará aquele que é hoje considerado um dos mais belos teatros portugueses e uma referência no mundo das artes, o Theatro Circo.

Theatro-Circo-Braga

Saiba que, se visitar Braga numa segunda-feira ou sábado, terá a possibilidade de optar por fazer uma visita guiada de uma hora a este bonito teatro e descobrir todos os segredos que aí se escondem.

Theatro-Circo-Braga

Exceto em caso de alteração do horário devido à programação de espetáculos, poderá visitar este sítio às 14:30. Eu adorei visitar o Theatro Circo e recomendo a todos que o façam!

Vai visitar Braga? Convido-o a ler este top dos sítios a visitar (clicar aqui) para ajudá-lo a preparar melhor a sua viagem e descobrir esta maravilhosa cidade.

Dia 6

Ponte de Lima

Este sexto dia será dedicado a Ponte de Lima, uma das mais antigas e bonitas vilas do Minho e de Portugal, situada a cerca de 36 km de distância da cidade de Braga. Fundada no início do século XII, esta vila é um ponto de paragem obrigatório para quem quer visitar o Norte de Portugal.

Comece por estacionar o seu carro junto à ponte medieval (estacionamento gratuito) para que possa explorar o centro histórico a pé e maravilhar-se com os vários tesouros que por aqui encontrará. Nos dias de feira, pode deixar o seu carro no Parque do Mercado (a pagar) ou no parque de estacionamento Plátanos (gratuito).

Depois de estacionar o seu carro, dirija-se ao ex-líbris desta vila – a ponte romana e medieval. Esta ponte foi construída há 2000 anos pelos romanos para fazer a ligação das atuais cidades de Braga (em Portugal) com Astorga (em Espanha); séculos mais tarde foi alargada devido ao desvio do leito do rio.

Ponte de Lima - Ponte medieval - Minho

Ao longo dos séculos, esta ponte foi desempenhando cada vez mais um papel fundamental para o desenvolvimento da região e passou a servir como ponto de passagem para os peregrinos que faziam e ainda fazem o caminho português de Santiago.

Pare alguns momentos na ponte para admirar as belas vistas sobre o bonito rio Lima e sobre a vila; irá também encontrar nas margens do rio estátuas de soldados romanos (margem sul) e do seu comandante (margem norte).

Segundo a lenda, em 135 d.C. soldados romanos recusaram-se a atravessar o rio Lima. A beleza do lugar fê-los crer que estavam junto ao rio do Esquecimento (rio Lethes) que fazia perder a memória daqueles que o atravessassem ou que bebessem das suas águas.

Indignado com a situação, o comandante romano Decius Junius Brutus decidiu atravessar o rio para mostrar aos seus soldados que eles estavam enganados. Assim que chegou ao outro lado do rio, o comandante chamou cada soldado pelo seu nome mostrando, dessa forma, que eles não estavam perante o rio do Esquecimento.

Depois de atravessarem o rio, as tropas romanas puderam rumar para norte e conquistar a Galiza, região de Espanha.

Lenda lethes ponte de lima - Minho

Depois de atravessar a ponte e se encontrar na margem norte, vire à direita e dirija-se ao Parque do Arnado. Aqui poderá admirar um bonito parque arquitetónico temático, onde se destacam estilos provenientes de todo o mundo.

Pode ainda aproveitar para visitar neste parque o Centro de Interpretação do Território, um sítio que me diz muito porque me relembra a minha infância pois fala das tradições e da vida quotidiana dos habitantes desta vila e das aldeias nesta zona do Minho.

De seguida, vá visitar o Museu do Brinquedo Português, situado a poucos metros do Parque do Arnado. Aqui, entre outros motivos de interesse, poderá descobrir os brinquedos com que as crianças portuguesas brincavam até 1986, altura em que Portugal entrou para a Comunidade Económica Europeia e em que a produção dos brinquedos portugueses quase que parou.

Para além dos brinquedos, poderá ainda aceder a duas salas onde se destacam duas maquetas muito bonitas que recriam uma cidade do norte da Europa e os mais conhecidos monumentos portugueses. Sem dúvida, um sítio a não perder quando visitar Ponte de Lima!

Após a sua visita ao Museu do Brinquedo, atravesse novamente a ponte romana e medieval e vá explorar o centro histórico desta vila.

Comece por admirar o Largo de Camões, localizado mesmo junto à ponte e um ponto de paragem obrigatório para quem visita Ponte de Lima. Pode aproveitar para descansar um pouco numa das esplanadas que aí se encontram e admirar a beleza envolvente e, em particular, o bonito chafariz que remonta ao início do século XVII.

Largo de Camoes - Ponte de Lima - Minho

De seguida, faça uma pequena caminhada e suba o escadório no Largo Delfim Guimarães que vai dar à Capela das Pereiras. Aí, aproveite para admirar esta capela edificada em 1525 mas também as bonitas vistas sobre a vila e montanhas em redor.

Capela das pereiras - ponte de lima

Outro sítio que não poderá perder na sua visita a Ponte de Lima é o Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, localizado apenas a 190 metros de distância da capela. Aí ficará a saber mais acerca da história deste vinho português produzido na maior região delimitada de Portugal.

Centro de Interpretacao e Promocao do Vinho Verde - ponte de lima - Minho

Para além de toda a informação a que terá acesso neste museu, saiba que poderá também admirar os meios de transporte e utensílios usados pelos produtores de vinho e não só.

Não é de estranhar, portanto, que este seja outro sítio com um significado muito especial para mim pois reporta-me à minha infância e à altura em que eu ajudava a minha família nas vindimas com o mesmo tipo de utensílios que agora podem ser observados neste centro de interpretação.

Centro de Interpretacao e Promocao do Vinho Verde - ponte de lima
Centro de Interpretacao e Promocao do Vinho Verde - Ponte de lima

No final da sua visita, saiba que ainda poderá degustar um copo de vinho verde.

Continue o seu passeio descendo até à Praça da República onde poderá admirar o bonito edifício da Câmara Municipal de Ponte de Lima.

Camara municipal de ponte de lima

Mais à frente, encontrará a estátua da Condessa Dª.Teresa, a fundadora da vila. Junto à estátua poderá admirar o bonito edifício do Paço do Marquês de Ponte de Lima, onde se encontra o Centro de Interpretação da História Militar.

Dona Teresa e paco do marques - ponte de lima - Minho

Se tiver tempo, aproveite para visitar este museu de forma a descobrir um pouco mais da história militar portuguesa desde a época romana até ao século XIX.

Para terminar a sua visita a este museu, nada como subir ao último piso e desfrutar das vistas sobre a vila e sobre as montanhas envolventes. A não perder!

Dirija-se, a seguir, para a bonita Igreja da Misericórdia de Ponte de Lima. Aqui poderá admirar uma igreja influenciada por vários estilos arquitetónicos como o românico, o gótico e o neoclássico, fruto das várias transformações pelas quais esta igreja passou desde o século XV.

Igreja Matriz - Ponte de lima - Minho

Desça até ao Passeio 25 de Abril onde poderá admirar dois dos últimos vestígios da antiga muralha da vila, construída durante o século XIV: as torres de São Paulo e da Cadeia Velha.

Torre de Sao Paulo - Ponte de Lima - Minho

Na Torre de São Paulo terá a oportunidade de admirar um bonito painel de azulejos e também as marcas relativas às três piores inundações que afetaram a vila. Junto à Torre da Cadeia Velha encontra-se a Porta Nova, uma das antigas entradas para a vila fortificada.

Torre da Cadeia velha - ponte de lima

Para terminar o seu sexto dia do roteiro pelo Porto e Minho, sugiro que faça um passeio pela bonita Avenida dos Plátanos e maravilhe-se com esta zona completamente pedonal, mesmo ao lado do rio Lima.

Vai visitar Ponte de Lima? Convido-o a ler este top dos sítios a visitar (clicar aqui) para ajudá-lo a preparar melhor a sua viagem e descobrir esta maravilhosa vila.

Onde dormir em Ponte de Lima

Mercearia da Vila (link afiliado)

Este alojamento é uma guest house e localiza-se no coração do centro histórico de Ponte de Lima, sendo um dos sítios preferidos para se passar a noite nesta vila e no Norte de Portugal. O que mais se destaca aqui é a sua bonita decoração, ao mesmo tempo rústica e moderna, dando aos seus hóspedes uma sensação de estarem alojados numa casa típica desta vila.

Hotel Paço de Vitorino **** (link afiliado)

Considerado um dos hotéis de referência em Ponte de Lima e no Minho, o Paço de Vitorino situa-se junto à margem sul do rio Lima. Os quartos oferecem magníficas vistas para o rio, para o jardim ou para a natureza envolvente; já o interior deste alojamento destaca-se pelo seu requinte e pormenores como uma pequena mas bonita biblioteca e dois salões com lareira para os dias mais frios.

Tem mais alguns dias de férias e gostaria de conhecer o Parque Nacional da Peneda-Gerês? Convido-o a ler este top dos sítios a visitar (clicar aqui) para ajudá-lo a preparar melhor a sua viagem e descobrir este maravilhoso parque.

Dia 7

Viana do Castelo

Após a sua visita a uma das mais bonitas vilas do Norte de Portugal, é altura para se dirigir até Viana do Castelo, situada a cerca de 30 km oeste de Ponte de Lima.

Com séculos de história, Viana do Castelo cresceu no Minho junto à foz do rio Lima e tornou-se num importante entreposto comercial marítimo e daqui exportavam-se vinhos, fruta e sal; no século XX o porto de Viana tornou-se num dos mais importantes portos de pesca de bacalhau, iguaria muito apreciada pelos portugueses.

Quando chegar a esta cidade, recomendo que estacione o seu carro no centro comercial Estação Viana Shopping ou no parque de estacionamento gratuito que se encontra junto ao Navio-hospital Gil Eannes.

Minho

E é precisamente com uma visita ao Navio-hospital Gil Eannes que eu recomendo que comece a explorar esta cidade. Este navio serviu, durante anos, como navio de apoio às embarcações portuguesas que iam para a pesca do bacalhau e era aqui que se tratavam os pescadores que sofriam acidentes ou que estavam doentes.

Para além de hospital, este navio garantia igualmente o abastecimento de mantimentos, material de pesca e combustível aos barcos que estavam há muito tempo longe de Portugal.

Atualmente, este navio é um dos pontos de interesse desta cidade pois funciona como um museu e aqui poderá admirar exposições temporárias, a cozinha, a sala de tratamentos, o gabinete de radiologia e muito mais.

Depois da sua visita a este museu, vá até ao Jardim da Marginal onde terá a oportunidade de admirar a bonita estátua de Viana. Esta estátua foi edificada no século XVIII e é representada por uma figura feminina que segura uma caravela, representando desta forma a ligação entre a cidade e o mar.

Minho

Para além desta estátua, saiba que a partir do Jardim da Marginal terá ainda a possibilidade de observar a Ponte Eiffel, uma ponte rodo-ferroviária construída entre 1877 e 1878 e desenhada pelo famoso engenheiro francês Gustave Eiffel.

Minho

Continue o seu passeio e vá admirar a bonita Catedral de Viana do Castelo. Esta catedral foi construída no século XV em estilo românico e destaca-se pelo seu aparato fortificado com ameias no topo das suas duas torres.

Tenho de destacar ainda o bonito pórtico em estilo gótico onde estão representadas cenas da Paixão de Cristo e esculturas dos apóstolos. Sem dúvida, um monumento a não perder!

Depois de admirar a catedral, prossiga até àquela que é talvez a praça mais bonita da cidade e uma das mais belas do Minho, a Praça da República. Aproveite para descansar numa das esplanadas que aí se encontram e não perca a oportunidade para admirar o bonito chafariz do século XVI que se encontra no meio da praça.

Minho

Para além do chafariz, aproveite ainda para admirar dois bonitos edifícios que foram construídos durante o século XVI e que embelezam ainda mais esta praça: os antigos Paços do Concelho e ainda a Igreja e Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Viana do Castelo. Este último edifício destaca-se pela sua estrutura singular, sem paralelo na arquitetura maneirista portuguesa.

A seguir, proponho que faça uma pequena caminhada de dez minutos para experimentar algo diferente na sua visita ao Minho e, em particular, a Viana do Castelo – uma viagem de funicular até ao ex-líbris da cidade e uma das imagens de marca do Minho, o Santuário de Santa Luzia.

Minho

Pode, como alternativa, voltar ao seu carro e conduzir até ao santuário.

O que se destaca em primeiro lugar neste santuário é a sua localização – este é, sem dúvida, o melhor miradouro com as melhores vistas para a cidade, para o rio Lima e para o Oceano Atlântico e daqui poderá assistir ao melhor pôr-do-sol do Minho.

Minho

Para além das vistas espetaculares, claro que tenho de destacar a bonita basílica que aqui se encontra. Ao observar a basílica que foi construída na primeira metade do século XX, irá reparar na variedade de estilos arquitetónicos como o neo-romântico e o neo-gótico. Esta variedade de estilos fazem deste templo um monumento único não só no Minho mas em todo o país.

Tenho de destacar igualmente os lindos vitrais que preenchem as rosáceas em torno da basílica, considerados os maiores da Península Ibérica.

Minho

Se a basílica estiver aberta, visite o seu interior e maravilhe-se com a sua beleza; aproveite ainda para subir ao zimbório onde poderá desfrutar das fantásticas vistas não só sobre a cidade mas também sobre toda a zona envolvente. A não perder!

Informação: ao visitar o Minho e, em particular, Viana do Castelo durante o mês de agosto, saiba que poderá assistir àquela que é a maior romaria portuguesa em honra de Nossa Senhora da Agonia.

Entre outros motivos de interesse, destaca-se o fantástico Desfile da Mordomia, um desfile em que participam cerca de 400 mulheres vestidas com trajes típicos e várias peças de ouro.

Se estiver de visita ao Norte de Portugal e, em particular ao Minho, nos meses mais quentes aproveite para fazer uma paragem numa das suas belas praias. Em Viana do Castelo, pode ir até à Praia Norte ou à Praia do Cabedelo.

Minho
Vai visitar Viana do Castelo? Convido-o a ler este top dos sítios a visitar (clicar aqui) para ajudá-lo a preparar melhor a sua viagem e descobrir esta maravilhosa cidade.

Como alternativa, ao voltar ao Porto, pode passar pela bonita localidade da Apúlia, no concelho de Esposende, ainda no Minho, e a cerca de 35 km do centro histórico de Viana do Castelo.

Para além de poder desfrutar de alguns momentos relaxantes na praia, aproveite para fazer uma pequena caminhada pelo passadiço de madeira e admirar os moinhos de vento que se encontram sobre as dunas. Sem dúvida, um último tesouro a descobrir antes de terminar o seu roteiro pelo Norte de Portugal.

Como pode ver, motivos não faltam para descobrir o Norte de Portugal. Desde o Porto até ao Minho, com Viana do Castelo, passando por Guimarães, Braga e Ponte de Lima, são muitas as maravilhas que poderá descobrir nesta região em apenas uma semana.

Vai visitar o Porto e Minho? Então não hesite em reservar o seu hotel, o seu carro ou as melhores atividades passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Também lhe vai interessar: