A cidade do Porto tem uma grande importância na história de Portugal – foi ela que deu o nome a este belo país. Há muitos sítios a visitar no Porto e, quando lá for, vai descobrir uma cidade autêntica, como poucas na Europa, pessoas muito simpáticas, uma gastronomia rica e muito mais. Acompanhe-me nesta visita à bela cidade do Porto!

Artigos que também lhe podem interessar:

Eis os sítios a visitar no Porto:

Antes de ler o que vem a seguir, convido-o a ver o meu vídeo no centro histórico do Porto. Terá a possibilidade de admirar belas imagens de grande parte dos sítios de que falo no artigo:

1. Avenida dos Aliados

A Avenida dos Aliados é o centro e o coração da cidade do Porto. No topo desta avenida encontra-se o belo edifício que é a câmara municipal do Porto. Quando descer até a Ribeira faça um pequeno desvio pela estação ferroviária de São Bento e desfrute dos belos painéis de azulejos.

2. Rua de Santa Catarina

Esta é, sem dúvida, a rua mais comercial do Porto e um dos sítios mais movimentados da cidade – grande parte da rua está reservada à circulação pedestre.

Para além das típicas lojas de vestuário e calçado que aí irá encontrar, saiba que este é um local onde vários artistas de rua atuam, desde mimos a cantores e homens-estátua – são pequenos espetáculos que não quererá perder!

Um dos sítios a visitar no Porto e que se encontra nesta rua é o fantástico Café Majestic, considerado um dos mais bonitos e requintados cafés em todo o mundo. Aqui pode fazer qualquer tipo de refeição mas saiba que os preços são superiores à média.

Outros pontos de interesse nesta rua e que não quererá perder são a magnífica Capela das Almas, onde poderá admirar os painéis exteriores em azulejo (mais de 15 000 azulejos), e o bonito centro comercial Via Catarina, com destaque para a zona da restauração, no último piso, e que retrata os bairros típicos da cidade.

3. Mercado do Bolhão

© wikimedia.org – Matt Kieffer

Construído em 1914 para receber os comerciantes portuenses até então espalhados em vários locais da cidade, o Mercado do Bolhão continua a ser um lugar importante para visitar, mesmo que o edifício já tenha conhecido melhores dias. Vai encontrar floristas e muitos produtos frescos como peixe, carne, frutas e legumes.

  • Informação: até 2020 não será possível visitar este mercado que se encontra encerrado para obras de requalificação.

Informação: quer fazer um passeio gastronómico guiado pelo centro histórico do Porto? Então, considere reservar uma das seguintes atividades.

Com início às 10:00 ou 15:00, este passeio de 3 horas (link afiliado) dar-lhe-á a conhecer alguns dos recantos da cidade e sítios autênticos e genuínos onde pode desfrutar dos melhores petiscos e não só. Nesta aventura, terá uma das melhores experiências gastronómicas com uma combinação única entre o doce e o salgado. Experimente o pastel de nata, a bifana, a cerveja portuguesa, vinhos do Porto e muito mais!

Como alternativa e com início no Largo de São Domingos, junto à bela Rua das Flores, esta atividade de quatro horas (link afiliado) tem início pelas 17h00 de forma a que já tenha fome para o que aí vem. Será um passeio gastronómico até à Ribeira, com paragens pelo caminho para apreciar os melhores petiscos e doces portugueses. Para além de tudo isto, terá ainda a oportunidade de desfrutar de um saboroso jantar acompanhado por um vinho do Douro.

4. Galerias Paris

As “Galerias Paris” fazem parte do roteiro noturno da cidade do Porto desde 2007 e são possivelmente o espaço mais concorrido para quem se quer divertir, beber umas bebidas, ouvir música ou, simplesmente, conhecer outras pessoas.

Esta zona é constituída principalmente pela Rua da Galeria de Paris, pela Rua de Cândido dos Reis e pela Rua do Conde de Vizela. Aqui irá encontrar elegantes edifícios, um pouco à imagem das originais galerias de Paris, daí o nome.

Entre outros bares e discotecas dignos de referência, há alguns que se destacam como é o caso do Plano B, do La Bohéme e do Moreclub.

Aproveite a sua visita à cidade para conhecer a vida noturna e saborear um bom gin, uma caipirinha ou experimentar uma das muitas possibilidades de shots enquanto admira a fantástica Torre dos Clérigos ou a bonita Livraria Lello.

5. Livraria Lello

Considerada uma das mais lindas livrarias do mundo, a Livraria Lello serviu de inspiração a J.K. Rowling para escrever Harry Potter.

No interior, além dos livros, vai poder admirar um ambiente único, onde se ergue a imponente escadaria para o piso superior.

  • Informação: terá de pagar a entrada mas, se comprar um livro, o custo do bilhete será deduzido.

6. Torre dos Clérigos

Um dos sítios a visitar no Porto que não podia ser esquecido é a Torre dos Clérigos, considerada por muitos como o ex-líbris da cidade.

Com uma altura de 76 metros, foi o edifício mais alto de Portugal na época da sua construção (entre 1754 e 1763), e ainda é a torre mais alta do país.

Serviu durante muito tempo de farol para os navios que entravam no Porto; desde então, oferece aos visitantes uma das melhores vistas sobre o centro histórico, o Douro e as caves do vinho do Porto.

7. Centro Português de Fotografia

Este é um dos edifícios com mais história na cidade do Porto e encontra-se de frente para o bonito jardim da Cordoaria e ao lado da imponente Torre dos Clérigos.

Apesar de ser atualmente o Centro Português de Fotografia, foi durante muito tempo o Tribunal e Cadeia da Relação

Na verdade, este edifício foi construído em finais do século XVIII e albergou durante quase 200 anos os criminosos da cidade, entre os quais se destaca o aclamado escritor português Camilo Castelo Branco, acusado e condenado por adultério com Ana Plácido, também ela encarcerada nesta prisão.

Em finais do século XX fizeram-se obras de renovação que permitiram que o edifício pudesse acolher o Centro Português de Fotografia. Com o objetivo de promover o património fotográfico mas não só, este é um sítio a visitar pela riqueza das suas coleções e exposições e, claro, pela própria arquitetura do edifício que o fará voltar atrás na história.

8. Palácio da Bolsa

O Palácio da Bolsa é para mim o mais belo monumento do Porto.

Construído em 1862 em estilo neoclássico e inspirado no estilo mourisco, estava previsto que o Palácio da Bolsa fosse a sede da Associação Comercial do Porto. Durante a sua visita, não pode perder o Pátio das Nações e o magnífico Salão Árabe.

9. Igreja de São Francisco

sítios a visitar no Porto

A igreja de São Francisco foi construída no século XIV e é, sem dúvida, a mais bela da cidade do Porto, em grande parte pelo interior coberto de ouro. Foram precisos cerca de 500 kg de ouro para cobrir literalmente o interior da igreja. A luxuosa igreja vai surpreendê-lo de certeza!

10. Sé do Porto

Se - Catedral do Porto -sítios a visitar no Porto

A construção da Sé começou no início do século XII e foi concluída apenas durante o século XIII. Esta catedral foi fortificada para proteger a cidade dos invasores. As janelas são muito estreitas e deixam passar pouca luz; a capela principal foi totalmente reconstruída no século XVIII.

11. Ribeira

Parte do centro histórico da cidade do Porto, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade desde 1996, a Ribeira é, talvez, o bairro mais emblemático desta cidade.

Passeie pelas ruas estreitas para descobrir o encanto deste sítio. No cais da Ribeira pode admirar o rio Douro e a ponte Luís I, construída pelo engenheiro Théophile Seyrig, um discípulo de Gustave Eiffel.

12. Caves do vinho do Porto

sítios a visitar no Porto

Do outro lado do rio Douro, em Vila Nova de Gaia, há mais de 50 caves de vinho do Porto. Estas caves estão no nosso top dos sítios a visitar no Porto devido à sua importância histórica e não só.

Se o vinho tem o nome da cidade, é a 100 km que se situam as vinhas, no vale do Douro. Daí é então transportado para o Porto para ser envelhecido e vendido. Muitas caves podem ser visitadas, com direito a degustação de vários vinhos do Porto.

13. Mosteiro da Serra do Pilar

Apesar de se encontrar do outro lado do rio, resolvi também incluir este mosteiro no top dos sítios a visitar no Porto pois é um miradouro único para a cidade do Porto e porque tem uma beleza singular.

O Mosteiro da Serra do Pilar mantém a interessante igreja (e o claustro construído em 1538) de plano circular, uma réplica da igreja de Santa Maria Redonda, em Roma, e um exemplo único em Portugal. Em 1832, durante o Cerco do Porto, o mosteiro foi convertido numa fortaleza improvisada.

Tornou-se numa caserna militar no início do século XX e está atualmente sobre a responsabilidade do Regimento de Artilharia da Serra do Pilar.

Aprecie a linda paisagem a partir do miradouro localizado à frente da igreja e desfrute das melhores vistas sobre o Porto e o rio Douro.

14. Igreja do Carmo

sítios a visitar no Porto

Monumento nacional desde 2013, esta é uma das mais bonitas igrejas do Porto, sobretudo pelas fachadas frontal e lateral e pela talha dourada presente no interior.

Na fachada frontal destacam-se os profetas Elias e Eliseu, figuras representativas da Ordem Terceira do Carmo, e as esculturas dos quatro evangelistas. É de destacar também a influência do arquiteto Nicolau Nasoni nesta fachada, este que foi o mestre por trás da conceção do ex-líbris da cidade do Porto, a Torre dos Clérigos.

Na fachada lateral ficará deslumbrado com o magnífico painel de azulejos que aí se encontra. Este painel tem data posterior à construção da igreja, nomeadamente o início do século XX.

Uma breve referência à outra igreja que aí se encontra, a Igreja dos Carmelitas, e que faz deste um conjunto único a nível nacional – duas igrejas separadas por aquela que é possivelmente a casa mais estreita do Porto.

Informação: quer descobrir a autenticidade do Porto e conhecer os locais frequentados pelos portuenses sem ter de se preocupar em elaborar um roteiro? Então, reserve este passeio (link afiliado) e parta à descoberta da história, cultura, tradições e autenticidade dos habitantes do Porto. Comece por um passeio a pé pelo centro histórico do Porto, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade.

Faça a travessia obrigatória da Ponte Luís I que o levará a descobrir as caves de vinho do Porto que armazenam este vinho, famoso a nível mundial. Conheça uma das caves e descubra, numa visita guiada, a história por trás da origem e produção do vinho do Porto. Esta visita terminará com a degustação de algumas variedades deste vinho como o tawny, o ruby e o rosé.

Mas esta experiência de 8 horas (link afiliado) só ficará completa com um jantar num restaurante típico onde terá a oportunidade de ouvir fado ao vivo. Sem dúvida, uma experiência única!

15. Jardins do Palácio de Cristal

© Paulo Martins

Considerado um dos espaços verdes preferidos pelos habitantes da cidade e não só, os jardins do Palácio de Cristal são, sem dúvida, um dos sítios a visitar no Porto!

Cercando todo o Pavilhão Rosa Mota, estes jardins irão impressioná-lo pela diversidade de flores e plantas que aí se encontram mas muito mais.

Aproveite para passear por autênticas avenidas ladeadas por belas árvores e admire verdadeiras maravilhas que aí se escondem como é o caso da bonita Capela do Rei Carlos Alberto, construída em meados do século XIX. Tudo isto sobre o olhar atento de algumas aves que por aí passeiam, como é o caso de bonitos pavões.

Jardim-Palacio-de-Cristal-Porto

Para terminar a visita a este sítio fantástico, nada como desfrutar de algumas das mais belas vistas panorâmicas sobre as cidades do Porto e de Gaia e sobre o rio Douro.

Jardim-Palacio-de-Cristal-Porto

Se tiver oportunidade, não deixe de visitar também os magníficos jardins da Quinta de Tait e da Quinta da Macieirinha, adjacentes aos do Palácio de Cristal.

16. Casa da Música

© wikipedia.org – Marinhopaiva

A Casa da Música é um dos edifícios mais originais, intrigantes, misteriosos, bonitos da cidade (entre muitos outros adjetivos que classificam desde 2005 esta obra de arte).

Da autoria do prestigiado arquiteto Rem Koolhaas, este edifício tinha e tem como objetivo dinamizar a Praça Mouzinho de Albuquerque e a zona envolvente com os seus mais variados espetáculos, onde se destacam concertos de música clássica, de jazz e muitos outros géneros musicais.

Mas este não é só um sítio feito para apreciadores de música – se gostar de arquitetura, este é definitivamente um dos sítios a visitar no Porto. Faça uma visita guiada e percorra alguns dos corredores labirínticos e conheça algumas das bonitas salas de concertos que aí se encontram.

É de referir ainda o magnífico e elegante restaurante que se encontra no topo do edifício e que oferece fantásticas vistas sobre os jardins da rotunda da Boavista e restante área para além duma cozinha de autor com pratos a preços acessíveis – a não perder!

17. Jardim Botânico do Porto

Jardim Botanico Porto - sítios a visitar no Porto

Outro dos sítios a visitar no Porto, o Jardim Botânico é mais um espaço verde de excelência nesta magnífica cidade.

Este jardim botânico faz parte duma quinta que tinha originalmente cerca de 12 hectares mas esse número passou para menos de metade aquando da construção dos acessos para a Ponte da Arrábida, construção que terminou em 1963.

Atualmente, este jardim é um tesouro de quatro hectares que pouca gente conhece na cidade mas que vale bem a pena visitar! Descubra aqui dois bonitos jardins, as estufas e um roseiral fundamentais para a biodiversidade deste local.

Para além das espécies exóticas e raras que pode encontrar um pouco por todo o jardim, outro elemento de destaque aqui é a bonita Casa Andresen, que foi uma referência na vida e obra duma das maiores poetisas portuguesas – Sophia de Mello Breyner Andresen.

18. Museu, Casa e Parque de Serralves

© wikipedia.org – esmuz

Este é um dos espaços culturais mais importantes da cidade e do país!

Aqui terá a possibilidade de desfrutar do fantástico museu de arte contemporânea, desenhado pelo arquiteto Siza Vieira, e apreciar as mais diversas obras de arte que aqui são expostas.

A Casa de Serralves é um monumento nacional e por si só um outro museu e um extraordinário exemplo da arte déco em Portugal. Construída na primeira metade do século XX, aqui também terá a possibilidade de admirar várias obras de arte contemporânea.

O parque que envolve a casa e o museu é outro motivo de interesse que faz deste um dos sítios a visitar no Porto. Aqui terá a possibilidade de admirar a grande biodiversidade, composta por espécies autóctones e exóticas.

Para além dos jardins, dos bosques, dos campos e da mata encontrará igualmente várias esculturas que embelezam ainda mais este sítio.

19. Parque da Cidade

Porto Parque da Cidade - sítios a visitar no Porto

Este parque também é conhecido como o “pulmão da cidade” e é não só o maior parque urbano do Porto como de Portugal, com cerca de 83 hectares.

As pessoas que aqui vêm terão a possibilidade de passar agradáveis momentos na companhia da família ou amigos quer seja a descansar na relva que cobre grande parte do parque ou a passear pelos vários caminhos, alguns dos quais levam até à orla costeira.

Para além do verde da relva irá também maravilhar-se com a diversidade de árvores que aí irá encontrar tal como alguns lagos que fazem as delícias das crianças que procuram atirar um pedaço de pão para os bonitos patos que nadam nessas águas.

Porto Parque da Cidade - sítios a visitar no Porto

Este parque é também usado por aqueles que praticam desporto e que vêm para aqui fazer jogging, caminhadas, jogar futebol, voleibol, entre outros, mas saiba que poderá também aproveitar para visitar o Pavilhão da Água, um bonito edifício temático.

20. Foz

Foz Porto Jardim - sítios a visitar no Porto

A zona onde desagua o rio Douro, também conhecida como a Foz do Porto ou do Douro, tem vários pontos de interesse fazendo deste um local de atração fora do centro histórico.

Comece pelo bonito Passeio Alegre, um dos locais a visitar no Porto. Constituído por um bonito jardim público, convida toda a gente a um passeio romântico num espaço com cerca de 41 000 m2 e onde pode aproveitar para jogar minigolfe com a família ou os amigos.

De seguida, irá encontrar o bonito Forte de São João Baptista da Foz. Construído no século XVI, este forte serviu para a proteção da foz do rio Douro e sofreu melhoramentos ao longo dos séculos para prevenir eventuais ataques dos espanhóis e, mais tarde, das tropas napoleónicas.

Pode terminar a sua visita à Foz do Porto com um passeio até aos farolins da barra do Douro ou aproveite para admirar as pequenas mas bonitas praias desta zona.

Roteiro para visitar os sítios mais bonitos do Porto

Se estiver de visita ao Porto e a sua estadia for em algum alojamento situado no centro histórico, convido-o a ir a pé a todos os locais até ao ponto 14 deste artigo. Será uma caminhada agradável e dar-lhe-á a oportunidade de sentir a verdadeira autenticidade desta cidade.

Se estiver alojado fora do centro histórico da cidade, então a melhor forma de lá chegar será de metro, saindo na estação da Trindade. Para conhecer o mapa da rede de metro, clique aqui.

Depois de visitar os 14 primeiros pontos de interesse do meu top 20, pode dirigir-se aos Jardins do Palácio de Cristal a pé ou, senão, pode apanhar, por exemplo, os autocarros 201 ou 208 na Avenida dos Aliados.

Depois de explorar os jardins do Palácio de Cristal, pode apanhar uma das linhas de autocarro referidas anteriormente e seguir até à Casa da Música para admirar o belo edifício bem como a bela Praça Mouzinho de Albuquerque, também conhecida por Rotunda da Boavista.

Como alternativa, se quiser seguir diretamente do centro histórico para a Casa da Música, pode apanhar o metro na estação da Trindade (ou em São Bento ou Aliados e fazer transbordo na Trindade) e sair na estação da Casa da Música. Da estação até à Casa da Música propriamente dita, são cerca de 5 minutos a pé.

Para visitar o Jardim Botânico do Porto, depois de conhecer a Casa da Música, apanhe o autocarro 504. Se quiser ir diretamente do centro histórico do Porto até a este ponto de interesse, então apanhe o autocarro 200 na Praça D. João I, perto da Avenida dos Aliados.

Depois de conhecer o Jardim Botânico, pode continuar o seu passeio pela cidade até aos próximos pontos de interesse: o Parque de Serralves e o Parque da Cidade. Para isso, só precisa de voltar a apanhar o autocarro 504.

Para visitar a bonita Foz, nada como experimentar um dos meios de transporte mais autênticos da cidade: o elétrico. Apanhe o elétrico nº 1 junto à Igreja de São Francisco e desfrute da viagem até ao Jardim do Passeio Alegre, sempre lado a lado com o rio Douro.

Como alternativa e para uma viagem mais confortável, pode apanhar o autocarro 500 na Praça da Liberdade, ou em frente à Estação de São Bento ou também junto à Igreja de São Francisco.

Onde dormir no Porto

Hotel Teatro – Design Hotels **** (link afiliado)

O Hotel Teatro – Design Hotels de quatro estrelas está localizado no centro histórico do Porto a apenas 5 minutos de algumas das principais atrações da cidade como é o caso da Livraria Lello, da Torre dos Clérigos e do Coliseu do Porto. Entre outras características, os hóspedes podem usufruir de Wi-Fi por todo o hotel.

Ribeira do Porto Hotel *** (link afiliado)

Situado na zona histórica da Ribeira e com vistas sobre o rio Douro, o hotel de três estrelas Ribeira do Porto Hotel apresenta um bar típico e uma receção aberta 24 horas por dia. Cada quarto está elegantemente decorado e inclui ar-condicionado, televisão, Wi-Fi, cofre para portáteis e casa-de-banho com secador.

Moov Hotel Porto ** (link afiliado)

Localizado num remodelado cinema ao estilo Art Déco, o Moov Hotel Porto Centro disponibiliza quartos modernos com Wi-Fi gratuito. Estes quartos estão também decorados com cores simples e com fotografias a preto e branco. As estações de metro e comboio encontram-se a apenas 3 minutos de distância do hotel.

Informação: para conhecer as minhas outras sugestões de alojamento para a sua estadia no Porto, clique aqui.

Onde comer no Porto

Tascö

Tapabento – Bar Restaurante

Vinhas d’Alho

Ribeira Square

Taberninha do Manel

Tradições e Festividades

Considerado como a maior festa popular do norte de Portugal, o São João do Porto atrai centenas de milhares de pessoas às ruas da cidade do Porto, mas também de Vila Nova de Gaia.

Esta festa tem vários séculos de tradição e marcava inicialmente o solstício de verão, altura em que se celebrava a abundância e fertilidade. Mais tarde, tornou-se numa festa com ligações à Igreja.

Atualmente, o São João apresenta um programa vasto com cerca de um mês de duração e acontecimentos um pouco por toda a cidade. Desde finais de maio e até ao final de junho, motivos não faltarão para conhecer esta que é uma das maiores festas do país.

Vários eventos musicais ocorrem durante este período, onde podemos destacar o fantástico NOS Primavera Sound, no Parque da Cidade, e o mais recente Porto Blues Fest, nos jardins do Palácio de Cristal. Para além destes eventos que atravessam fronteiras, também nesta altura ocorrerão concertos de ranchos folclóricos um pouco por toda a cidade.

Mas o momento alto desta festa ocorre apenas na noite de 23 para 24 de junho, altura em que toda a gente sai para a rua em direção à Avenida dos Aliados e à Ribeira.

É sobretudo nesta altura que as pessoas andam com martelos de plástico ou alho-porro pelas ruas do centro histórico do Porto a dar marteladas noutras pessoas; é igualmente tradição fazer o lançamento de balões de ar quente de papel.

Como não podia deixar de ser, a noite mais longa do ano na cidade do Porto continua com o maravilhoso fogo de artifício que tem lugar na Ponte Luiz I e em outros pontos estratégicos colocados no rio Douro e por toda a cidade.

Outra das festas que atrai multidões a esta bela cidade é a passagem de ano. Um dos sítios mais concorridos por esta altura é, sem dúvida alguma, a Avenida dos Aliados. Aqui, milhares de pessoas juntam-se para se despedirem do ano que está a acabar e darem as boas-vindas ao Ano Novo.

Após um jantar num dos vários restaurantes da cidade, os portuenses e visitantes acorrem à Avenida dos Aliados para assistirem a concertos ao vivo e ao tão aguardado momento em que o relógio dá as doze badaladas.

Tal como com o São João, também na passagem de ano toda a gente fica deslumbrada com um dos melhores fogos de artifício da região e do país. São vários minutos em que os céus da cidade e, em particular, do centro histórico, ficam iluminados por muitas cores num espetáculo único e especial e que deixará as pessoas boquiabertas.

Após o fogo de artifício, são vários os sítios para onde as pessoas se dirigem para aproveitar o que resta de uma ainda longa noite. Muitos são aqueles que rumam para a Ribeira do Porto ou de Gaia e passam aí alegres momentos na companhia da família ou amigos.

Mas outros sítios também se destacam como é o caso das Galerias Paris ou discotecas em vários pontos da cidade, aproveitando o facto de o metro estar a funcionar toda a noite.

Tenho que referir ainda os cruzeiros no rio Douro e que são propostos por algumas empresas deste setor. Uma boa alternativa a considerar para quem não gosta de grandes multidões.

Quando visitar o Porto

Como já deve ter reparado, o Porto é uma cidade magnífica, com muitos pontos de interesse, um clima agradável, pessoas autênticas, boa gastronomia e muito mais. Por causa de tudo isto, este é um destino de eleição para milhares de pessoas que querem passar as suas férias em Portugal.

Conheça, de seguida, quais as melhores alturas do ano para visitar esta cidade tendo em conta, claro está, as suas preferências.

Dependendo do clima

Se gosta de um clima ameno ou quente então saiba que os melhores meses para visitar a cidade vão de maio a setembro.

É verdade que o Porto não é das cidades mais quentes de Portugal, apresentando uma temperatura média anual à volta dos 14,4 ºC. Contudo, se quiser desfrutar de bons dias de sol, com pouca probabilidade de apanhar chuva, então saiba que os meses de eleição são julho e agosto. No outro extremo, os meses em que mais chove são os de novembro, dezembro e janeiro; os meses mais frios são dezembro, janeiro e fevereiro.

Dependendo das festividades

Como já foi referido, há dois meses que se destacam pelas celebrações que atraem centenas de milhares de pessoas: junho e dezembro, devido ao São João e Ano Novo respetivamente. Se quiser conhecer a forma como as gentes do Porto celebram estas duas ocasiões nada como escolher as últimas semanas de junho ou as últimas semanas de dezembro. Veja como a cidade fica decorada nestas alturas e sinta a atmosfera única que caracteriza estes momentos.

Melhor altura para visitar o Porto

Se não é adepto de grandes multidões, então evite a época alta, em particular os meses de julho e agosto pois são os meses mais turísticos e os que trazem mais pessoas à cidade. Mas não se preocupe, pois ainda pode apanhar um clima agradável nos meses de maio, junho, setembro e outubro.

Apesar de estes meses serem os melhores para visitar o Porto, saiba que esta é uma cidade que pode ser visitada durante todo o ano pois tem uma riqueza arquitetónica, gastronómica e cultural únicas que podem ser admiradas e desfrutadas em qualquer altura. Não é por acaso que o Porto já foi considerado por três vezes como o melhor destino turístico europeu e que o seu centro histórico é Património da Humanidade.

Vai visitar o Porto? Então não hesite em reservar o seu hotel , o seu carro ou as melhores atividades passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Também lhe vai interessar: