Visite Tomar e descubra a magnífica “cidade dos Templários”!

Convent of Christ - Tomar

Tomar é uma bela cidade situada no Centro de Portugal, uma cidade que nos faz viajar ao longo da história até à época dos Templários, dos reis e rainhas. Neste artigo, ficará a conhecer tudo o que esta cidade tem para oferecer, desde a sua beleza natural à sua riqueza cultural e arquitetónica.

Também conhecida como a “cidade dos Templários“, Tomar ganhou este epíteto após a conquista destas terras aos mouros por parte do rei D. Afonso Henriques.

Depois desta conquista, no século XII, o rei cedeu as terras à Ordem dos Templários como forma de agradecimento pelo esforço dos cavaleiros desta ordem na manutenção e expansão da fé cristã em território português.

Dois séculos mais tarde, com a pretensão do papa em acabar com esta ordem no continente europeu, o rei D. Dinis fez com que fosse possível a criação da Ordem de Cristo. Esta ordem ficaria com as propriedades e pessoal da extinta Ordem dos Templários.

Uma curiosidade acerca desta cidade é que o seu centro histórico organiza-se em cruz, tendo um convento em cada um dos pontos cardeais: a norte encontra-se o antigo Convento da Anunciada; a sul está o Convento de São Francisco; a este o Convento de Santa Iria; a oeste encontra-se o ex-libris da cidade, o Convento de Cristo.

No centro desta cruz, podemos encontrar a Praça da República com a câmara municipal de Tomar dum lado e a Igreja de São João Baptista do outro lado.

Para admirar alguma da beleza da bonita cidade de Tomar, não hesite em ver este pequeno vídeo com alguns dos pontos de interesse que lhe vamos apresentar de seguida.

O que visitar em Tomar?

Comece a sua visita pelo centro histórico da “cidade dos Templários” com um passeio junto às margens do rio Nabão. Aprecie este bonito rio, fazendo uma pequena caminhada pela Rua João Carlos Everard e pela Avenida Marquês de Tomar.

A meio desta avenida poderá descansar no bonito Parque do Mouchão. Este parque situa-se numa pequena ilha no rio Nabão onde pode admirar um dos ex-libris da cidade – a Roda do Mouchão. Esta roda hidráulica em madeira é símbolo da prosperidade económica que Tomar viveu outrora.

Depois de relaxar um pouco no Parque do Mouchão, retome a avenida e siga pela Rua Gil Avô, virando à esquerda na Rua da Silva Magalhães até chegar à Praça da República.

Na bonita Praça da República irá encontrar a Igreja de São João Baptista. Esta igreja, de finais do século XV, destaca-se pelo seu portal manuelino e pelo campanário octogonal; no seu interior irá encontrar um conjunto de pinturas de Gregório Lopes que datam do século XVI.

  • Horários: todos os dias, das 08h00 – 12h00 e das 15h00 – 19h00. Encerra aos domingos de tarde.

Esta praça é o principal local para as celebrações da Festa dos Tabuleiros, que ocorre a cada quatro anos no início do mês de julho (a próxima será em 2019). Esta festa atrai milhares de turistas à cidade de Tomar, vindos de outras regiões de Portugal mas também de outros países.

Em frente à Igreja de São João Baptista, no centro da praça, encontrará a estátua de D. Gualdim Pais, Grão-Mestre da Ordem dos Templários e responsável pela construção do castelo e convento de Cristo, o sítio que viria a ser a sede desta ordem em Portugal.

Do outro lado da praça poderá ainda admirar o bonito edifício da câmara municipal de Tomar.

Depois de passar algum tempo a contemplar a Praça da República e tudo em seu redor, siga pela Rua Infantaria 15 e vire à esquerda na Rua Dr. Joaquim Jacinto. Ande alguns metros até chegar à sinagoga de Tomar, onde encontrará o atual Museu Luso-Hebraico Abraão Zacuto.

Este monumento nacional foi usado para vários fins antes de se tornar no atual museu: foi sinagoga durante algumas décadas mas, com a conversão forçada dos judeus ao Cristianismo em finais do século XV, este sítio foi transformado numa cadeia pública; posteriormente foi um local de adoração cristã (Ermida de São Bartolomeu) e ainda uma adega e armazém até ficar finalmente em posse do estado português em meados do século XX.

  • Localização: Rua Dr. Joaquim Jacinto 73
  • Horários: de terça a domingo, das 10h00 – 12h00 e das 14h00 – 18h00 (de outubro a maio); das 10h00 – 12h00 e das 15h00 – 19h00 (de junho a setembro). Encerra nos feriados 1 de Janeiro, 1 de maio e 23, 24, 25 e 31 de dezembro.

Volte atrás, à Rua Infantaria 15 e prossiga em direção à Avenida Dr. Cândido Madureira; daí suba até à Praceta Infante Dom Henrique. Aqui encontrará a entrada para o pulmão da cidade, a Mata Nacional dos Sete Montes, local onde poderá descansar uns bons minutos enquanto aprecia a natureza envolvente.

Outrora, a mata fez parte do castelo e convento de Cristo, tendo sido nessa altura uma área de cultivo e recolhimento para os membros da Ordem de Cristo.

© http://boacamaboamesa.expresso.sapo.pt

De seguida, saia do parque e vire à esquerda para a Avenida Dr. Vieira Guimarães até à Calçada de S. Tiago. Suba até ao local mais aguardado desde que chegou à bonita cidade de Tomar, o Castelo e Convento de Cristo, numa caminhada de cerca de 10 minutos.

Classificado pela UNESCO em 1983 como Património da Humanidade, o Convento de Cristo é hoje um dos mais bonitos monumentos portugueses, um monumento que teve influências de vários estilos arquitetónicos ao longo dos séculos, nomeadamente os estilos românico, gótico, manuelino e renascentista.

Como já foi referido, o responsável pela construção do castelo e Convento de Cristo foi o Grão-Mestre da Ordem dos Templários, Gualdim Pais, no século XII. Mais tarde, este património passou para a Ordem de Cristo e, depois, ficou na posse do estado português.

Este monumento oferece aos seus visitantes vários pontos de interesse como o castelo, os claustros góticos e renascentistas, a charola e a igreja manuelina.

Uma das primeiras coisas que poderá admirar ao entrar no recinto, é o castelo com as suas imponentes muralhas e a torre de menagem à entrada.

Dos claustros góticos e renascentistas podemos destacar o claustro do Cemitério, o claustro da Hospedaria, o claustro dos Corvos e o magnífico claustro de D. João III ou claustro Grande. Este claustro reflete a paixão que D. João III tinha pela arte italiana.

Nos cantos deste claustro irá encontrar escadas em espiral que levam ao bonito Terraço de Cera, nome que se deve ao facto de ter sido aqui que se deixavam os favos de mel para secar – sem dúvida um dos sítios que não deve perder quando visitar o convento!

Irá encontrar um dos ex-libris deste monumento no interior do convento, na parte correspondente à igreja manuelina – a charola. Criada à imagem da Rotunda da Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, a charola apresenta uma decoração que reflete a riqueza da Ordem dos Templários por altura do século XII.

Para além da bonita charola, poderá ainda encontrar um fantástico exemplo de arquitetura manuelina na fachada ocidental da igreja – a janela manuelina. Esta janela apresenta características únicas da arquitetura portuguesa dos séculos XV e XVI como a esfera armilar, a cruz da Ordem de Cristo, cordas entrelaçadas e muito mais.

Se for a Tomar, não deixe de visitar este que é um dos mais bonitos e majestosos monumentos em Portugal – vai valer a pena!

  • Localização: Colina do Castelo, Tomar
  • Horários: todos os dias, das 09h00 – 17h30 (de outubro a maio) e das 09h00 – 18h30 (de junho a setembro). Encerrado em 1 de janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de maio, 24 e 25 de dezembro.
  • Bilhetes: 6€

Depois da visita que fez ao magnífico Convento de Cristo pode, à saída, virar à esquerda e seguir pela Estrada do Convento para admirar o bonito Aqueduto dos Pegões. Este aqueduto com cerca de 6 km foi construído com o intuito de abastecer com água o Convento de Cristo; a sua construção durou 21 anos, entre finais do século XVI e inícios do século XVII.

Se tiver tempo, recomendamos ainda uma visita a mais alguns locais de interesse na cidade de Tomar onde podemos destacar a Igreja de Santa Maria do Olival, situada na outra margem do rio Nabão. Esta igreja é um importante monumento nacional pois é um perfeito exemplo do estilo gótico português.

Para além do seu estilo arquitetónico simples, esta igreja destaca-se igualmente pelo facto de ter sido fundada no século XII pelo já referido Gualdim Pais para servir de sede à Ordem dos Templários em Portugal. Aqui foram sepultados alguns dos mestres desta ordem.

  • Localização: Rua Aquiles da Mota Lima, Tomar
  • Horários: de terça a domingo, das 10h00 – 12h00 e das 14h00 – 17h00 (de outubro a maio); de terça a domingo, das 10h00 – 12h00 e das 15h00 – 18h00. Encerra nos feriados 1 de Janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.

Pode igualmente visitar a Capela de Nossa Senhora da Conceição, a Igreja da Nossa Senhora da Graça e o Museu dos Fósforos Aquiles da Mota Lima.

Como chegar a Tomar?

Se desejar visitar Tomar e a zona envolvente, então a nossa sugestão é que vá em viatura própria para que tenha mais facilidade em deslocar-se entre os vários pontos de interesse, sobretudo os que ficam fora do centro histórico. Tomar fica a cerca de duas horas de distância do Porto e de Lisboa.

Pode igualmente optar por ir de comboio e sair na estação de comboios de Tomar, num percurso que demorará mais horas, ou ainda apanhar um autocarro.

Uma última alternativa, se estiver em Lisboa, será ir numa das seguintes excursões:


Onde comer em Tomar?

Se quiser comer num dos locais mais bonitos de Tomar, na Praça da República, experimente uma refeição no restaurante Taverna Antiqua, um restaurante temático onde pode provar refeições como se estivesse na época medieval.

Na Rua Dr. Joaquim Jacinto pode também encontrar outro dos restaurantes mais conceituados de Tomar, a Casa das Ratas.

  • Localização: Rua Dr. Joaquim Jacinto 6, Tomar
  • Horários: de terça a sábado, das 10h00 – 00h00; aos domingos, das 10h00 – 18h00
  • Avaliações no TripAdvisor

Outra opção para uma boa refeição no centro histórico de Tomar é A Tasquinha da Mitas, situada mesmo junto ao rio Nabão.

Onde dormir em Tomar?

Se visitar esta região de Portugal e quiser passar uma ou mais noites na cidade de Tomar, então a nossa sugestão é que reserve um quarto no centro histórico.

Thomar Story

Situado em frente ao rio Nabão e em pleno centro histórico, escolhemos Thomar Story para passar a noite nesta bonita cidade.

Este local oferece aos seus hóspedes tudo para que possam passar uma noite descansada: todos os quartos estão equipado com uma televisão, wifi gratuito e uma casa de banho privativa; alguns têm igualmente uma kitchenette para preparar refeições rápidas para crianças e adultos.

Recomendamos Thomar Story por ser um sítio acolhedor num edifício completamente restaurado, com uma ótima localização e com preços bastante acessíveis. Daqui pode sair e conhecer todo o centro histórico a pé.

Informação importante: não fui pago para fazer promoção a esta propriedade. Decidi fazê-lo porque adorei o tempo que passei nesta Guest House.

O que visitar perto de Tomar?

Se quiser ficar a conhecer melhor esta zona de Portugal, sugerimos que visite mais alguns sítios que ficam a menos de 50 km de distância.

Se estiver com viatura própria propomos que faça uma visita até ao santuário de Fátima, o maior local de peregrinação em Portugal. Aqui pode admirar as majestosas basílicas de Nossa Senhora do Rosário e da Santíssima Trindade e, porque não, ver a estátua original da Virgem Maria na Capelinha das Aparições.

Outro sítio que pode visitar, localizado a cerca de 30 km de Tomar, é o magnífico Castelo de Almourol. Situado numa pequena ilha em pleno rio Tejo, este castelo foi construído no século XII e está ligado à Ordem dos Templários e de Cristo. Sem dúvida um dos mais bonitos castelos em Portugal!

A 45 km de distância do centro de Tomar encontrará o Mosteiro da Batalha, outro magnífico monumento classificado pela UNESCO como Património da Humanidade em 1983.

Este mosteiro foi mandado construir como forma de agradecimento à Virgem Maria pela vitória dos portugueses sobre o reino de Castela, na Batalha de Aljubarrota. A sua construção demorou dois séculos e teve no gótico manuelino o principal estilo arquitetónico usado ao longo dos anos.

Finalmente, recomendamos igualmente uma visita ao maravilhoso Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros. Este parque, situado a cerca de 40 km de Tomar, tem uma enorme beleza natural e encanta todos aqueles que o visitam – conheça as suas paisagens deslumbrantes e as bonitas grutas!

Vai visitar Tomar? Não hesite em reservar o seu hotel ou o seu carro passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Reserve aqui o seu Hotel  Reserve aqui o seu carro

Também lhe vai interessar:

  • cidade de tomar portugal
  • os templários em portugal

Sobre Tiago

Tiago 29 anos de idade, parisiense desde os 12 anos, decidi partir para a aventura e realizar o meu sonho : conhecer o nosso país de uma ponta à outra. Acho que se não conhecemos as nossas origens não nos podemos conhecer realmente.
Leia mais aqui