Top 15 dos sítios a visitar em Sintra – uma vila digna de um conto de fadas!

Visitar Sintra é como entrar num reino romântico onde palácios majestosos, um castelo de conto de fadas e mansões fascinantes emergem no meio de colinas e florestas exuberantes.

Aqui, a paisagem cultural é de cortar a respiração e é por isso Património Mundial da UNESCO desde 1995.

Localizada a apenas 30 km da capital portuguesa Lisboa, Sintra tem uma beleza única em Portugal e encontrará símbolos únicos do Romantismo, Neogótico e Neomanuelino.

Aviso: Este artigo pode conter links afiliados, o que significa que receberei uma pequena comissão se decidir fazer uma compra / reserva através dos meus links, sem qualquer custo para si. Por favor, leia as Advertências Legais para mais informações.

Neste artigo, mostrar-vos-ei os 15 locais que não devem perder quando visitarem o concelho de Sintra.

Descobrirá um pitoresco centro histórico, vários palácios onde residia a aristocracia portuguesa e estrangeira, um castelo, praias sublimes e um parque natural de rara beleza.

Artigos que também lhe podem interessar:

Eis os 15 principais sítios para visitar em Sintra

1. Centro histórico de Sintra

Situado no sopé do Monte da Lua (528 metros acima do nível do mar), o pitoresco centro histórico de Sintra merece que se perca nas suas ruas estreitas.

Vai encontrar vários restaurantes, lojas de souvenirs e a famosa pastelaria Casa Piriquita, fundada em 1862, onde poderá desfrutar das deliciosas Queijadas e Travesseiros, as especialidades de Sintra.

casa piriquita - visitar sintra

2. Palácio Nacional de Sintra

palacio nacional de sintra

O Palácio Nacional de Sintra é considerado o palácio português mais antigo (a sua primeira versão foi construída por volta do século X ou XI) e viu quase todos os reis e rainhas viverem ali até 1910, altura do fim da monarquia em Portugal.

Expandido ao longo dos séculos, o palácio tem vários estilos arquitectónicos, os mais importantes dos quais são o gótico e o manuelino.

Durante a sua visita ao centro histórico de Sintra, não hesite em visitar o Palácio Nacional de Sintra (5º monumento mais visitado em Portugal) para descobrir como viveu a família real portuguesa.

3. Quinta da Regaleira

quinta da regaleira - visitar sintra

A Quinta da Regaleira é uma propriedade de 4 hectares localizada junto ao centro histórico de Sintra, com muitos jardins, lagos, grutas, construções enigmáticas e um belo palácio, construído entre 1904 e 1910.

Durante a sua visita, não perca o Poço Iniciático, a Torre Zigurate, o Lago da Cascata, a Torre da Regaleira, as Grutas da Leda e Labirinto, a Capela da Santíssima Trindade e o Palácio.

Para facilitar a sua visita, comece pelo lado direito (após a entrada) e suba até ao topo da propriedade, depois desça pelo lado esquerdo (oeste), terminando no palácio.

Convido-o a fazer o download do mapa da Quinta da Regaleira aqui.

4. Castelo dos Mouros

castelo dos mouros - visitar sintra

O Castelo dos Mouros, também conhecido como Castelo de Sintra, é uma fortaleza construída no século X durante a ocupação muçulmana da Península Ibérica. Após a reconquista cristã, o castelo foi ampliado e até acolheu uma aldeia medieval até ao século XV.

Quem tiver a sorte de descobrir esta arquitectura particular, localizada entre as rochas e sobre as falésias, será contemplado por uma vista que vai desde a vila de Sintra até ao Oceano Atlântico.

5. Parque e Palácio Nacional da Pena

palacio da pena - Sintra - Portugal

O Palácio da Pena é sem dúvida o palácio mais bonito de Portugal! É tão único, que em 2007 foi considerado uma das Sete Maravilhas de Portugal. A sua beleza é tal que recebe mais de um milhão de visitantes por ano (fora do período “covid”).

O palácio foi construído entre 1842 e 1854 sobre as ruínas do mosteiro de São Jerónimo, que foi adquirido (juntamente com a floresta circundante) em 1838 pelo Rei D. Fernando II de Portugal.

Sintra - Portugal

Em 1910, com a proclamação da República, a Rainha D. Amélia teve de deixar o palácio da Pena à pressa para se juntar à família em Mafra e depois Ericeira, de onde partiu com a sua família no iate real para o exílio.

Durante a sua visita, além de descobrir o Palácio da Pena, perca-se no seu magnífico parque arborizado onde se encontra o ponto mais alto (Cruz Alta) da Serra de Sintra (528 metros acima do nível do mar).

parque da pena - visitar sintra

Daqui terá a oportunidade de ver Lisboa, Cascais, o Oceano Atlântico e o Palácio Nacional da Pena.

Dica: como este palácio é muito turístico, visite-o assim que abrir para poder tirar fotografias com poucas pessoas, e depois vá visitar o parque e a Cruz Alta. O parque abre às 9.00 horas e o palácio às 9.30 horas.

Informação: Aconselho a comprar os bilhetes para entrar no parque e palácio na Internet (link). Para além de ter um desconto de 5%, terá prioridade para entrar no palácio.

O horário que escolher no bilhete é o que tem de estar na entrada do palácio. Esteja presente na entrada do parque 30 minutos antes para ter tempo de chegar ao palácio à hora escolhida. Se se atrasar, perderá a sua vantagem e será colocado na mesma fila que as pessoas que compraram os bilhetes no local.

6. Chalet e Jardim da Condessa d’Edla

© wikipedia.org – Lijealso

Após a morte da sua primeira esposa, o Rei D. Fernando II (o que construiu o Palácio da Pena) apaixona-se pela cantora de ópera Elise Friederike Hensler (mais tarde Condessa d’Edla).

Juntos construíram este chalet de estilo alpino no final do século XIX e embelezaram o jardim circundante. O chalet Condessa d’Edla tem uma decoração ecléctica constituída por pinturas murais, azulejos e cortiça. No exterior existe uma rica vegetação de espécies botânicas.

Após a morte do Rei D. Fernando II em 1885, a condessa herdou todos os seus bens (Palácio da Pena, Castelo dos Mouros, chalet, etc.), mas manteve apenas o usufruto do chalet, depois de vender os bens herdados ao Estado português.

Em 1999, um grande incêndio destruiu parte deste belo chalet. Após mais de 4 anos de renovações, o chalet Condessa d’Edla reabriu ao público em 2011.

  • Informação: Os bilhetes para visitar o chalet e jardim da Condessa d’Edla estão incluídos nos bilhetes para o Parque Nacional e Palácio da Pena.
  • Site (informações + mapa ): https://www.parquesdesintra.pt

7. Parque e Palácio de Monserrate

palacio de monserrate - sintra

Em 1846, o comerciante inglês Francis Cook comprou a propriedade de Monserrate e construiu um magnífico palácio com influências góticas, mouras e indianas. No exterior, construiu gradualmente um dos mais belos jardins botânicos em Portugal.

A família Cook passou muitos verões neste cenário idílico até que o Parque e Palácio de Monserrate foi vendido ao estado português em 1949.

O parque e o palácio foram abertos ao público em 2010, mas os trabalhos de restauro do interior do palácio só foram concluídos em 2016. Hoje pode descobrir o palácio com o esplendor de antigamente.

8. Santuário da Peninha

santuario da peninha - sintra

O Santuário da Peninha está localizado num dos lugares mais belos do Parque Natural de Sintra! Durante a minha última visita a Sintra e à sua região, apaixonei-me por este lugar.

A pequena estrada rodeada de árvores (estrada da Peninha) que conduz ao santuário situado a uma altitude de 488 metros já é uma atração em si.

Depois de deixar o carro no parque de estacionamento, subimos os últimos 300 metros a pé para descobrir uma das mais belas vistas de Sintra. Pode-se ver o Oceano Atlântico, Cascais e uma grande parte do parque natural.

Depois de desfrutar da vista, suba as escadas até à capela de Nossa Senhora da Penha e o pequeno palácio construído em 1918 pelo proprietário da Quinta da Regaleira.

9. Eléctrico de Sintra

© wikipedia.org – Tuvalkin

Se ficar em Sintra mais do que um dia (o que recomendo), faça um passeio no bonito eléctrico da cidade, inaugurado em 1904.

Parte de Vila Alda – Casa do Elétrico de Sintra no centro da vila (a 700 metros da estação de comboios de Sintra) e vai até à Praia das Maças, um percurso de 11 km durante 45 minutos.

Em 1930, o percurso foi alargado (1,9 km) até à bela aldeia de Azenhas do Mar (nº12 deste artigo), mas com a chegada dos autocarros, esta parte do percurso foi definitivamente encerrada em 1955.

Apanhar o eléctrico em Sintra permitir-lhe-á viajar no tempo, descobrir calmamente uma parte deste município e conhecer à Praia das Maças.

10. Cabo da Roca

cabo da roca - sintra

A cerca de 150 metros acima do nível do mar, o Cabo da Roca é o ponto mais ocidental do continente europeu. Daqui poderá desfrutar de belas paisagens, tais como a Serra de Sintra e o litoral.

Além das paisagens, encontrará o farol do Cabo da Roca construído em 1758 (o segundo mais antigo de Portugal) com uma altura de 22 metros, uma loja de souvenirs e um bar/restaurante.

  • Informação: Se não tem carro, ou não deseja fazer uma excursão pelo Cabo da Roca, pode apanhar o autocarro 403 na estacão de comboios de Sintra ou da central de camionagem de Cascais
  • Endereço: Estrada do Cabo da Roca s/n, 2705-001 Colares, Portugal

11. Praia da Ursa

praia da ursa - cabo da roca - parque natural de sintra

Considerada uma das mais belas praias do mundo pelo Guia Michelin, a Praia da Ursa está situada a cerca de 1 km a norte do Cabo da Roca. O nome da praia vem das duas formações rochosas que aparecem na água, Ursa e Gigante.

Para chegar à Praia da Ursa, deixe o seu carro no Cabo da Roca ou no início do caminho de terra (do lado norte da estrada), depois caminhe um pouco menos de um quilómetro.

No final do caminho, desça pelo percurso à esquerda, que é um pouco mais fácil do que os outros, mas tenha cuidado para não cair, pois a descida é bastante íngreme.

Uma vez na praia, não coloque as suas toalhas junto às falésias para evitar de levar com pedras na cabeça (já houve acidentes mortais).

12. Azenhas do Mar

Azenhas-do-Mar-Sintra-Portugal

A 13 km do centro histórico de Sintra encontra-se a pitoresca aldeia de Azenhas do Mar. Está localizada nas falésias viradas para o Oceano Atlântico, num frente-a-frente magnífico!

No local, pode desfrutar da bela piscina oceânica, comer peixe fresco ou beber algo no restaurante Azenhas do Mar (tem também um bar) e apreciar a bela vista do miradouro das Azenhas do Mar.

13. Praia do Magoito

Praia do Magoito - Sintra - Portugal

Seria uma pena visitar o Parque Natural de Sintra e ir embora sem descobrir uma ou mais das suas belas praias!

A Praia do Magoito é muito conhecida pela sua beleza, mas também pela sua duna fóssil com mais de 10 mil anos de existência, situada ao longo da rampa de acesso à praia. Denominada duna consolidada, é formada pela acumulação de areia resultante da acção combinada do vento e do mar.

Informação: O acesso oficial situa-se do lado norte da praia através da aldeia do Magoito. Se utilizar o Google Maps como GPS, este irá levá-lo para o lado sul, um caminho de terra usado para levar mercadorias para o bar da praia.

14. Praia de São Julião

Praia de Sao Juliao - Sintra - Portugal

A Praia de São Julião situa-se no ponto mais a norte do parque natural, a 20 km do centro histórico de Sintra e a apenas 8 km da pitoresca vila da Ericeira.

Rodeada de altas falésias, esta praia é popular entre os surfistas, pescadores e amantes de belas paisagens. Suba as falésias e aprecie a vista sobre uma das mais belas praias da região de Lisboa.

15. Palácio Nacional e Jardins de Queluz

© wikipedia.org – Pedro

O Palácio Nacional de Queluz, situado a 16 km de Sintra e Lisboa, foi a residência da família real portuguesa de 1794 a 1807, quando a família real fugiu para o Brasil por causa das invasões francesas (tropas napoleónicas).

Após o regresso da família real, o palácio perdeu a sua importância e foi habitado de forma esporádica. Em 1910, com o fim da monarquia, o palácio foi classificado como monumento nacional e a partir de 1957 recebeu Chefes de Estado estrangeiros em visitas oficiais a Portugal.

Durante a sua visita, para além de descobrir os interiores do palácio, perca-se nos jardins exuberantes que representam o bom gosto da corte durante a “moda” dos estilos barrocos e neoclássicos.

    Dias necessários para visitar Sintra: no mínimo 2 dias

O que visitar em Sintra num dia?

Se tiver apenas um dia para visitar Sintra, descubra o Parque e Palácio Nacional da Pena, o chalet e jardim da Condessa d’Edla (incluído no preço do Palácio Nacional da Pena), a Quinta da Regaleira, o centro histórico e se tiver um carro, termine o seu dia no santuário da Peninha para admirar as belas paisagens ao pôr-do-sol.

O que visitar em Sintra em 2 dias?

Para além dos lugares mencionados para visitar Sintra num dia, no dia 2 descubra o Palácio Nacional de Sintra, o Parque e Palácio de Monserrate, Cabo da Roca, Azenhas do Mar e a Praia do Magoito.

O que visitar em Sintra em 3 dias ou mais?

Se tiver mais de 2 dias para visitar Sintra, a primeira coisa que deve fazer é visitar o Palácio Nacional e Jardins de Queluz, dar um passeio no Eléctrico de Sintra e desfrutar das belas praias do Parque Natural de Sintra.

Onde dormir em Sintra

Sintra Boutique Hotel****

Situado à entrada do centro histórico de Sintra, este hotel oferece quartos e suites com vista para o centro histórico e para o parque natural de Sintra. Tem um jardim com um bar onde pode relaxar.

Sintra 1012 Boutique Guesthouse 

Localizado no centro histórico de Sintra, o Sintra 1012 Boutique Guesthouse é ideal para casais ou famílias, uma vez que a casa de hóspedes oferece quartos, um estúdio e um apartamento para alugar.

Chalet Saudade

Situado mesmo ao lado da estação de comboios de Sintra, longe das atracções turísticas, o Chalet Saudade é muito popular entre os clientes anteriores (classificação 9,5/10 com mais de 1500 críticas). Data do século XIX e oferece vistas panorâmicas dos arredores.

Cosy Sintra 

Localizado a menos de 2 km a pé do centro histórico, o Cosy Sintra é ideal para aqueles que querem um lugar mais calmo para dormir.

Se preferir ficar em Lisboa veja aqui o top 3 dos melhores hotéis na capital portuguesa

Onde comer em Sintra

Casa Piriquita

Saudade

Incomum by Luis Santos

Nau Palatina

Como chegar a Sintra

Pode ir a Sintra de carro, comboio, autocarro ou numa excursão de um dia.

Se optar por ir de carro, aconselho-o a deixá-lo no parque de estacionamento da Portela de Sintra (1,8 km do centro histórico), Sintra Parking (1,3 km do centro histórico), Rio do Porto (não são permitidas autocaravanas – 450 metros do centro histórico) ou Largo São Pedro Penaferrim (gratuito – 1,5 km do centro histórico).

Se vem de Lisboa, recomendo que apanhe o comboio na estação do Rossio em direção a Sintra (estação a 1 km do centro histórico). O trajeto demora 45 minutos.

Se vem da Ericeira, Mafra, Cascais ou Oeiras, pode ir de autocarro. Veja aqui os horários.

A outra forma de visitar Sintra é fazer uma excursão de um dia a partir de Lisboa. Deixo-lhe abaixo as actividades melhor classificadas:

Como se deslocar em Sintra

O centro histórico deve ser visitado a pé. Para visitar o chalet da Condessa d’Edla, o castelo dos Mouros e o Palácio Nacional da Pena, deve fazê-lo a pé ou de autocarro turístico.

Do centro histórico para visitar os lugares mencionados no parágrafo acima, terá de caminhar 7 km em estradas de montanha (250 metros de desnível).

Se deixar o seu carro no parque de estacionamento do Largo São Pedro Penaferrim, comece o passeio pelo Palácio Nacional da Pena, depois visite o Castelo dos Mouros, o chalet Condenssa d’Edla e termine no centro histórico.

A melhor maneira de visitar todos estes lugares é utilizar o autocarro turístico de Sintra. Apanhe o autocarro 434 (circuito da Pena) para visitar o Palácio da Pena, o Castelo dos Mouros e o Palácio Nacional de Sintra.

Para visitar a Quinta da Regaleira e o Palácio de Monserrate, apanhe o autocarro 435 (Villa Express 4 palácios).

Informação: Ambas as linhas de autocarros passam pela estação de Sintra (ideal para quem vem de comboio).

Para visitar os outros pontos mencionados no artigo, aconselho-o a utilizar um carro.

Clique no mapa para aceder ao Google Maps

Vai visitar Sintra? Então não hesite em reservar o seu hotel, o seu carro ou as melhores atividades passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Também lhe vai interessar: