Visite Boticas, Montalegre e Chaves e descubra algumas maravilhas de Trás-os-Montes

Boticas Portugal

Neste artigo iremos contar-lhe a nossa viagem ao interior norte de Portugal, mais concretamente às bonitas terras de BoticasMontalegre Chaves que se situam entre o Parque Nacional de Peneda-Gerês e o Parque Natural de Montesinho. Não perca esta aventura e aprecie cada momento como nós o fizemos!

À descoberta de Boticas

O nosso fim de semana nesta região de Portugal começou pela bonita vila de Boticas onde tínhamos planeado uma estadia longe da azáfama das grandes cidades.

Esta vila portuguesa com poucos habitantes situa-se no meio de montes e vales e destaca-se por estar em harmonia com a natureza, oferecendo a quem a visita as mais bonitas paisagens em qualquer altura do ano.

Depois de almoço, aproveitámos para dar um passeio pelas ruas de Boticas e ficar a conhecer melhor os locais de interesse desta vila – rapidamente encontrámos o Parque de Lazer do Ribeiro de Fontão.

Este belo parque dá a possibilidade de relaxar um pouco ou mesmo fazer algum exercício, pois aqui poderá encontrar um percurso de manutenção. Para além disso, irá também encontrar um dos símbolos típicos desta região nortenha, o moinho de água – um de dezenas presentes em todo o concelho.

De seguida, fomos conhecer aquele que já é uma referência e um polo dinamizador para o turismo local e regional – o Centro de Artes Nadir Afonso.

Este centro de artes, inaugurado em 2013 em honra dum dos maiores pintores contemporâneos portugueses, tinha patente a exposição Eros, com belíssimos quadros em que o corpo humano em geral e a figura feminina em particular são o foco principal.

Para além de pintor, Nadir Afonso foi também um arquiteto que trabalhou com nomes como Le Corbusier e Óscar Niemeyer, entre outros.

Construído no município que viu nascer a mãe de Nadir Afonso, o Centro de Artes é um edifício único e que merece ser visitado. Para além de ser um dinamizador do turismo em toda a região, esta estrutura desempenha um enorme papel na sociedade escolar e em instituições sócio-culturais, cumprindo assim a missão da Fundação Nadir Afonso em “divulgar a vida e obra” desta personalidade.

  • Horário: das 09:00 às 12:30 e das 14:00 às 17:30. Encerra ao domingo da parte da tarde e à segunda-feira da parte da manhã
  • Localização: Rua Gomes Monteiro, 5460-304 Boticas

A apenas 5 km de distância do Centro de Artes Nadir Afonso, irá encontrar o maravilhoso Boticas Parque. Se quiser fazer caminhadas, piqueniques, divertir-se com a família ou amigos, este é sem dúvida o local perfeito para o fazer.

Esta área, com cerca de 60 hectares, consegue aliar perfeitamente a natureza e a biodiversidade. Neste que é um dos mais bonitos e completos parques do norte de Portugal, terá a possibilidade de admirar o rio Beça, que corre ao longo do parque, e fazer caminhadas pelos bonitos trilhos e caminhos, enquanto desfruta da natureza envolvente.

Para além disso, neste parque encontrará uma enorme variedade de fauna e flora e, se é um amante de pesca, saiba que aqui também terá a oportunidade de conhecer o Parque de Pesca Desportiva, um sítio único onde pode relaxar e aproveitar cada momento.

  • Horário: de terça a sexta, das 10:00 às 12:30 e das 14:00 às 18:00; ao fim de semana, das 10:00 às 19:00 (de junho a setembro)
  • Localização: Boticas Parque, Estrada Nacional 311

Para mais informações, pode consultar o site do parque.

Conhecer Montalegre

Depois de termos passado um tempo muito agradável na vila e no Boticas Parque, chegava a altura de continuarmos o nosso roteiro até ao próximo destino – a bonita vila de Montalegre.

O nosso caminho foi feito por boas estradas que, em parte, acompanhavam a agradável paisagem da albufeira da barragem do Alto Rabagão. Desta albufeira até Montalegre seriam apenas mais 6 km.

Quando chegámos a Montalegre, depressa nos deparámos com mais uma bela vila, esta a apenas 9 km da região da Galiza, em Espanha, e a cerca de 10 km do maravilhoso Parque Nacional Peneda-Gerês.

Nesta paragem, tínhamos como objetivo conhecer Montalegre e, em particular, o castelo. Depressa chegámos à conclusão que havia mais a explorar, como as bonitas ruas do centro histórico e a igreja medieval que se encontra a poucos metros do castelo.

Ao subir as ruas em direção ao castelo, fizemos a nossa primeira paragem na igreja – esta destaca-se de muitas outras por ter um campanário com dois sinos isolado da restante igreja. Esta foi a principal igreja de Montalegre até que se construiu uma nova a 750 metros de distância.

O castelo de Montalegre, construído no século XIII, é constituído por quatro torres e, no centro, poderá encontrar uma cisterna muito profunda; ligando as torres estão as muralhas que ainda restam de séculos e séculos em que o castelo desempenhava um importante papel na defesa do reino português.

Antes de sair de Montalegre, aproveite para passear pelas ruas do centro histórico e, se tiver tempo, visite igualmente o Ecomuseu de Barroso – Espaço Padre Fontes; pode ainda apreciar e relaxar um pouco no bonito Parque do Rio Cávado.

Voltar a Chaves

Após termos visitado Chaves em 2016, foi altura de voltar a esta bonita cidade e visitar mais alguns locais de interesse que ainda não tínhamos conhecido pessoalmente – o fantástico Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso e também a Ponte de Trajano.

Ao conhecer o Centro de Artes Nadir Afonso em Boticas e tendo adorado a belíssima exposição Eros, fomos informados que este centro de artes era apenas uma amostra daquilo que poderíamos encontrar no museu que se encontrava em Chaves.

Construído na cidade que viu nascer Nadir Afonso, o edifício foi desenhado pelo aclamado arquiteto Siza Vieira e foi inaugurado em 2016. Para além de museu, serve também de sede para a Fundação Nadir Afonso.

À semelhança do centro de artes em Boticas, também o museu tem como principal objetivo ser mais um polo de atração e dinamização cultural no interior norte de Portugal e, claro está, um sítio que divulgue a vida e obra de Nadir Afonso.

No museu tivemos a possibilidade de admirar várias obras de arte dos vários períodos que marcaram a vida artística de Nadir Afonso, entre os quais o período egípcio, o período fractal e o período organicista e antropomórfico (também presente no centro de artes, em Boticas).

Se visitar Chaves, este é, sem dúvida, um museu que deve conhecer!

  • Horário: de terça a domingo, das 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 19:00
  • Localização: Avenida 5 de Outubro 10, 5400-017 Chaves

Para mais informações acerca da vida e obra de Nadir Afonso, pode visitar o site da fundação.

Terminámos a nossa visita a Chaves com um passeio pelas ruas mais típicas da cidade. Aproveitámos para atravessar a bonita Ponte de Trajano, admirámos o bonito rio Tâmega e a imponente fachada da Igreja da Madalena, situada no outro lado do rio.

Se quiser conhecer mais detalhes acerca da cidade de Chaves, pode ler o nosso artigo com as 4 Razões para visitar a linda e antiga cidade de Chaves.

Onde dormir?

Para desfrutar deste fim de semana magnífico, escolhemos o Boticas Hotel Art & SPA. Aqui fomos recebidos por Françoise Machado que tão amavelmente nos apresentou todas as valências do hotel e nos acompanhou ao centro de artes.

De facto, é junto ao Centro de Artes Nadir Afonso que poderá encontrar este magnífico hotel de quatro estrelas que está profundamente marcado pela obra do pintor.

Nesse sentido, não será de admirar que tenhamos encontrado por todo o hotel a sua presença: nos corredores e quartos encontrámos quadros, as paredes da área de lazer e de refeições também estavam decoradas com os traços inconfundíveis do artista e até os funcionários do hotel tinham lenços personalizados.

Numa posição superior sobre a vila de Boticas, o hotel oferece aos seus hóspedes tudo o que se pode pedir para desfrutar duns dias de completo relaxamento, calma e tranquilidade.

Os quartos são muito acolhedores e estão equipados com ar condicionado, televisão por satélite, mini-bar, uma bonita casa de banho e camas espaçosas e confortáveis.

No terraço, em relva sintética, irá encontrar uma bonita piscina onde pode estar a nadar e, ao mesmo tempo, apreciar a bonita paisagem desta região. Para além disso, pode pedir uma bebida refrescante no bar que aí se encontra enquanto desfruta dum banho de sol.

No hotel poderá também aproveitar o multifacetado centro de SPA e de bem-estar onde se destacam a piscina interior, a sauna, o banho turco, o jacuzzi e ainda o centro de fitness em que poderá desgastar as calorias ingeridas durante as refeições.

Para comer, não precisa de sair do hotel – desfrute duma refeição no Restaurante Abstrato. Para além dos preços convidativos, terá a possibilidade de provar alguns dos sabores típicos desta região. Desde as entradas à sobremesa e passando pelo prato principal, tudo é de ótima qualidade – sem dúvida um sítio a experimentar!

Para finalizar, posso dizer que a estadia no Boticas Hotel Art & SPA foi fantástica e tenho que realçar o profissionalismo e prontidão de todos os colaboradores – desde a receção ao restaurante, todo o staff foi fenomenal.

Quer passar uns dias agradáveis e relaxantes e descobrir Boticas, Montalegre e Chaves?

 

Informação importante: quero deixar bem claro que não fui pago para promover este hotel. Decidi promovê-lo devido à qualidade dos seus serviços, à sua localização e porque fui muito bem recebido.

Vai visitar Boticas, Montalegre e Chaves? Não hesite em reservar o seu carro passando pelo link aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Reserve aqui o seu carro

Também lhe vai interessar:

  • melhor passeio praia em algarve portugal
  • litoral centro de Portugal
  • gaia porto o que visitar
  • praias em milfontes
  • praias perto de coimbra

Sobre Tiago

Tiago 29 anos de idade, parisiense desde os 12 anos, decidi partir para a aventura e realizar o meu sonho : conhecer o nosso país de uma ponta à outra. Acho que se não conhecemos as nossas origens não nos podemos conhecer realmente.
Leia mais aqui