Descubra os pontos turísticos de Lisboa em dois fantásticos dias

Ascensor da Gloria - week-end a Lisbonne

Já pensou em visitar a capital portuguesa durante um fim de semana mas não sabe quais são os pontos turísticos de Lisboa que não pode perder por nada deste mundo?

Neste artigo irei mostrar-lhe um itinerário detalhado de dois dias para que possa descobrir algumas das maravilhas desta magnífica cidade.

Pontos turísticos de Lisboa – Dia 1

Para poder aproveitar o seu fim de semana ao máximo, aconselho-o a chegar a Lisboa o mais cedo possível. Nesse sentido, não hesite em apanhar o primeiro avião do dia com destino a esta cidade.

Uma vez em Lisboa, apanhe o metro junto ao aeroporto (linha vermelha) e depois a linha verde na Alameda em direção ao Cais do Sodré.

Informação: na estação de metro pode comprar o passe “Viva Viagem” (0,50€) e carregar aí com duas viagens.

De seguida, saia na estação do Intendente para começar a descobrir os pontos de interesse de Lisboa. Se desejar deixar as suas bagagens em algum lado, vá até à estação do Rossio onde terá à sua disposição cacifos eletrónicos. Assim que tenha deixado as suas malas, volte à estação do Intendente.

Após percorrer uns 700 metros (terá acesso ao plano de viagem no final do itinerário), chegará a um dos mais bonitos miradouros da cidade, o Miradouro da Senhora do Monte.

Não hesite em parar alguns instantes, o tempo suficiente para descansar e apreciar a magnífica vista!

A próxima paragem é o Miradouro Sophia de Mello Breyner Andresen (anteriormente chamado de Miradouro da Graça), onde também poderá apreciar uma bela vista sobre a cidade de Lisboa. Estes são dois dos pontos turísticos de Lisboa que não pode perder.

Continue na sua caminhada por mais 450 metros até chegar ao Mosteiro e Igreja de São Vicente de Fora. Pode visitar a igreja de forma gratuita mas não hesite em pagar bilhete para entrar no mosteiro e descobrir o seu magnífico interior.

Poderá inclusivamente subir até ao telhado onde conseguirá admirar a fantástica vista sobre a cidade de Lisboa. A vantagem relativamente aos miradouros anteriores é que há muito menos gente, o que lhe irá permitir tirar fantásticas fotografias e apreciar a vista mais calmamente.

  • Horários: de terça a domingo, das 10h às 18h

Mesmo atrás do mosteiro encontrará a Feira da Ladra, o mais antigo mercado de Lisboa.

  • Horários: terças e sábados, das 9h às 18h

Desça alguns metros para visitar o magnífico Panteão Nacional, outro dos pontos turísticos de Lisboa que não pode perder! Aqui estão sepultadas algumas personalidades portuguesas como políticos, escritores, mas também a fadista Amália Rodrigues, a poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen e um dos maiores futebolistas portugueses de sempre, Eusébio.

  • Horários: de terça a domingo, das 10h às 18h (ou 17h de outubro a março)
  • Bilhetes: 4 euros

A seguir, irá entrar no mais antigo bairro de Lisboa, Alfama, a alma de Lisboa. Comece pela Rua dos Remédios, depois perca-se pelas ruas mais pequenas e estreitas (Beco do Surra, Beco da Lapa).

Ao voltar à Rua dos Remédios, vá pelas Escadinhas do Arco da Dona Rosa, depois pelo Beco do Outeirinho da Amendoeira. Quando chegar à Rua do Vigário, siga pela Rua de Santo Estêvão até à igreja e miradouro com o mesmo nome.

De seguida, desça até ao Museu do Fado (visita não obrigatória) onde poderá saber mais acerca da história deste género musical, único no mundo.

  • Horários: de terça a domingo, das 10h às 18h
  • Bilhetes: 5 euros


Depois de visitar o museu, siga pela Rua do Terreiro do Trigo, até ao Largo com o mesmo nome; a seguir vá pela ruela abaixo do imóvel nº 13 para admirar a Muralha Moura que remonta, como o nome indica, à época da ocupação muçulmana.

É altura de seguir para o Miradouro das Portas do Sol, passando pelo Largo de São Miguel para ter uma perspetiva diferente dos pontos turísticos de Lisboa que já visitou.

Depois de ter descansado um pouco, continue a subir em direção à Rua de São Tomé, até ao nº 42, onde encontrará uma obra de arte criada pelo artista de rua português Vhils em homenagem a Amália Rodrigues, a maior fadista que já existiu.

Vá de seguida pela Rua dos Cegos, depois pelo Pátio de Dom Fradique e finalmente pela Rua do Chão da Feira até chegar ao Arco do Castelo.

Chegou a um dos maiores pontos turísticos de Lisboa, o castelo de São Jorge. Antes de entrar, perca-se pelas ruas em volta do castelo e, se tiver tempo e vontade, visite este monumento único na cidade.

Tenho que vos prevenir que podem ficar desiludidos com a visita ao castelo. Depois de ter pago 8,50€, poderá aceder a um miradouro que oferece uma vista espetacular sobre a cidade de Lisboa (semelhante àqueles em que já esteve gratuitamente no início do itinerário) bem como às muralhas do castelo e ao seu jardim.

Após ter visitado o bairro do castelo, desça em direção à , a Catedral de Lisboa e mais antiga igreja da capital portuguesa.

  • Horários: todos os dias das 9h às 19h

De seguida, parta em direção à emblemática Praça do Comércio. Antes de lá chegar, pare em frente à igreja da Conceição Velha para admirar esta magnífica fachada.

Termine o seu dia na Praça do Comércio, aproveitando o magnífico pôr do sol com uma vista privilegiada para o rio Tejo, a Ponte 25 de Abril e o Arco da Rua Augusta.

Informação: para ter uma vista de 360º sobre a Praça do Comércio e não só, poderá subir ao alto do Arco da Rua Augusta. A entrada custa apenas 2,5€ mas para poder subir terá que chegar antes das 19h45.

Onde dormir em Lisboa?

Para saber onde pode dormir em Lisboa, convido-o a ler o meu top 3 dos melhores hotéis de Lisboa ou o artigo acerca dos 10 melhores apartamentos para alugar em Lisboa.

Pontos turísticos de Lisboa – Dia 2

Neste segundo dia do seu fim de semana em Lisboa, convido-o a começar pelo bairro de Belém, onde se encontram alguns dos mais concorridos pontos turísticos de Lisboa, construídos por altura dos Descobrimentos portugueses.

Para chegar a este bairro, pode apanhar na estação Cais do Sodré o comboio em direção a Cascais e sair na estação de Belém ou apanhar o elétrico 15E (é o que vos aconselho fazer) em frente à estação Cais do Sodré em direção a Algés e sair em Belém.


Informação: para o segundo dia do seu fim de semana em Lisboa, convido-o a carregar o seu passe “Viva Viagem” com o bilhete ilimitado que custa 6€ e que vos permitirá apanhar os transportes públicos as vezes que desejar.

Em frente à paragem em Belém, irá encontrar a primeira atração que não pode perder por nada deste mundo – a confeitaria Pastéis de Belém.

Foi aqui que nasceram os famosos pastéis de Belém, também conhecidos por pastéis de nata.

Pode encomendar os pastéis de Belém para levar, mas não hesite em instalar-se numa das salas para desfrutar desta iguaria calmamente e apreciar os pasteleiros a trabalhar.

Informação: como em todos os verdadeiros pontos turísticos de Lisboa, os preços aqui são um pouco superiores ao normal.

Agora que já conheceu uma das melhores iguarias portuguesas, parta à descoberta do Mosteiro dos Jerónimos, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade.

A entrada na magnífica igreja Santa Maria de Belém é gratuita mas para admirar o bonito claustro terá que pagar 10€.

Se decidir visitar o claustro, não hesite em comprar o bilhete combinado Mosteiro dos Jerónimos + Torre de Belém que não custa mais do que 12€ (em vez de 16€ se comprar os bilhetes em separado).

A terceira paragem no bairro de Belém é na torre com o mesmo nome, a Torre de Belém, construída entre 1514 e 1519.

Na margem do rio Tejo irá também encontrar o Padrão dos Descobrimentos, construído em 1960 para celebrar os 500 anos da morte de Henrique, O Navegador.

Se não tiver visitado o interior da Torre de Belém, não hesite em subir até ao cimo do Padrão dos Descobrimentos (4€) para admirar a vista sobre o bairro de Belém, a ponte 25 de Abril e o Cristo Rei.

Termine a sua visita a este bairro com uma passagem pelo novo e bonito museu MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia).

Se quiser saber mais, leia também o nosso artigo acerca dos melhores museus de Lisboa!

Outro dos sítios turísticos de Lisboa que está na moda e que aconselho a visitar é a LX Factory (Rua Rodrigues de Faria 103, Lisboa). Situada na antiga fábrica têxtil junto à ponte 25 de Abril, a LX Factory junta restaurantes com decorações originais, cafés, livrarias e mesmo uma sala de concertos.

Para chegar aqui, apanhe o elétrico n° 15E na paragem de Belém ou do Hospital Egas Moniz, isto se não quiser voltar para trás depois da sua visita ao MAAT e descer até à paragem do Calvário.

Antes de partir para o centro histórico de Lisboa, visite o museu Carris, o museu dos transportes públicos da capital portuguesa. Aqui, poderá descobrir os antigos elétricos e autocarros bem como a história da Carris.

O museu está situado a 300 metros da LX Factory (Rua 1º de Maio, 101 – 103) e a entrada custa 4€.

De seguida, apanhe o elétrico n° 15E até à paragem do Cais do Sodré para descobrir outros dos pontos turísticos de Lisboa – os bairros da Baixa e Bairro Alto.

Apanhe o metro no Cais do Sodré, depois saia na estação do Rossio. Esta estação situa-se à esquerda do Teatro Nacional Dona Maria II, e aí ficará parado durante uns instantes a admirar a magnífica fachada desta mesma estação.

Vá até à Praça dos Restauradores, depois vá pela esquerda, pela Calçada da Glória. É bem possível que, por esta altura, já esteja cansado (depois duma visita ao bairro de Belém). Se for o caso, não hesite em apanhar o Ascensor da Glória, também conhecido por Elevador da Glória, que faz a ligação entre a Baixa e o Bairro Alto.

Pode descansar um pouco no Jardim de São Pedro de Alcântara onde poderá apreciar as vistas sobre a cidade de Lisboa.

Continue a sua visita pelos pontos turísticos de Lisboa passando pela igreja de São Roque, depois relaxe no mítico café A Brasileira, lugar que o poeta português Fernando Pessoa adorava frequentar.

Para terminar o seu dia, convido-o a escolher entre a opção 1 e a opção 2!

Opção 1

Aproveite a sua visita ao Bairro Alto para jantar e depois vá até ao Largo do Carmo onde poderá encontrar o Convento do Carmo, destruído em parte pelo grande terramoto de 1755.

A essa hora tardia não poderá entrar mas vá até à entrada do alto do Elevador de Santa Justa – aí poderá admirar esse monumento.

Para terminar o seu dia, desça pelo Elevador de Santa Justa e, se estiver cansado, apanhe o metro no Rossio ou senão siga pela Rua Augusta até à Praça do Comércio para admirar uma última vez um dos mais bonitos pontos turísticos de Lisboa.

Opção 2

Depois de ter descansado alguns minutos no café A Brasileira, siga pelo Largo do Chiado, depois pela Praça Luís de Camões e continue mais 200 metros pela Rua do Loreto para admirar o elevador da Bica.

Poderá apanhar esse elevador (faz um trajeto de 300 metros) na Rua São Paulo (junto ao Cais do Sodré), mas antes de descer aconselho-o a ir pela Rua Marechal Saldanha para admirar as vistas no Miradouro de Santa Catarina.

De seguida, desça até ao Cais do Sodré para jantar no Time Out Market Lisboa, situado num mercado em que uma parte é utilizada para restauração e a outra parte para venda de alimentos frescos como peixe, fruta e legumes.

Plano Opção 1:

Plano Opção 2:

Vai visitar Lisboa? Não hesite em reservar o seu hotel ou o seu carro passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Reserve aqui o seu Hotel  Reserve aqui o seu carro

Também lhe vai interessar:

Sobre Tiago

Tiago 29 anos de idade, parisiense desde os 12 anos, decidi partir para a aventura e realizar o meu sonho : conhecer o nosso país de uma ponta à outra. Acho que se não conhecemos as nossas origens não nos podemos conhecer realmente. Leia mais aqui