Venha descobrir as lindas tradições portuguesas e a cultura de um país incrível!

pasteis-de-belem

Com uma história com mais de 800 anos, Portugal é um dos países mais antigos do mundo. Ao longo dos séculos criaram-se várias tradições e traços culturais que definem hoje a sociedade portuguesa e o país nas mais diversas áreas.

Desde a gastronomia aos vinhos, passando pelo artesanato, música, festas populares e romarias, são vários os motivos para que deva visitar este país maravilhoso.

Como Portugal não é só paisagem nem monumentos turísticos, conheça a sua cultura e as suas tradições!

Eis as tradições portuguesas e a sua cultura:

Gastronomia

Portugal é, desde sempre, um país com uma enorme tradição gastronómica. Um dos primeiros alimentos que se destacou no panorama gastronómico nacional foi o bacalhau.

A partir da época dos Descobrimentos, sobretudo nos séculos XV e XVI, os portugueses passavam muito tempo no mar e como tal não tinham acesso a alimentos frescos. Aí surge o bacalhau como solução para este problema visto que este peixe se conservava muito bem em sal.

Como parte da população não tinha muito dinheiro para comprar peixe fresco, o bacalhau começou a afirmar-se na gastronomia do país e é, hoje em dia, um dos alimentos favoritos dos portugueses.

Na realidade, há mil e uma maneiras para se cozinhar o bacalhau: bacalhau com todos, com natas, assado, com broa, à Gomes de Sá, etc.

 

Mas não é só o bacalhau que marca o panorama gastronómico em Portugal. Há outras especialidades e que fazem as delícias tanto dos portugueses como dos turistas que visitam o país.

Vejam-se os casos das sardinhas assadas (por altura das festas populares), da francesinha (eleita como uma das melhores sanduíches do mundo) e do pastel de nata.

O pastel de nata é também muito apreciado pelos turistas que visitam o país mas o que muita gente não sabe é que quando começou a ser vendido, em 1837, o seu objetivo era salvar o Mosteiro dos Jerónimos.

pasteis-de-belem
© deliportugal.com

Para mais informação sobre a gastronomia portuguesa consulte este curto vídeo:

Ainda no panorama gastronómico português é de realçar a riqueza dos vinhos, reconhecidos e premiados mundialmente nas mais diversas categorias.

Sem dúvida que o vinho mais conhecido será o Vinho do Porto. Este vinho é produzido nas quintas da Região Demarcada do Douro (a primeira região demarcada e reconhecida do mundo) e armazenado nas caves, em Vila Nova de Gaia.

Daí, o vinho é transportado para todo o país e também exportado para todo o mundo. O que separa o Vinho do Porto dos outros vinhos é o facto de este ser mais doce e, ao mesmo tempo, ter um maior teor de álcool.

Música

A tradição portuguesa também está muito marcada pela música. Um dos géneros musicais mais característicos em Portugal, e mesmo único a nível mundial, é o fado.

Este género musical começou a destacar-se em Portugal em meados do século XIX mas só a partir das décadas de 30 e 40 do século seguinte é que ganhou projeção, através de meios de divulgação para o grande público como o cinema, o teatro e a rádio.

Há vários aspetos que marcam este género musical como a melancolia, a saudade, a sina e o destino; já o fadista tem uma forma de vestir característica e uma forma única de cantar.

Entre os fadistas mais conhecidos em Portugal, temos Carlos do Carmo, Mariza, Ana Moura e a incontornável Amália Rodrigues, que lançou o fado para o panorama mundial a partir de 1943.

Veja aqui uma atuação ao vivo de Mariza:

É de referir que este género musical foi considerado pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade. Se quiser conhecer este género musical tão característico, nada melhor do que visitar uma das várias casas de fado existentes sobretudo em Lisboa, mas também em Coimbra e no Porto.

Prepare-se para descobrir o verdadeiro encanto deste género musical.

tradicoes portuguesas - fado
© guiabrasileiroportugal.com

Mas nem só do fado se marca o panorama musical português. Outro género muito característico deste país é a música folclórica presente em muitas festas e romarias em Portugal – os estilos mais conhecidos são o bailinho da Madeira, o malhão e o vira.

Estes estilos de música e dança são muito típicos das zonas rurais tanto de Portugal continental como das ilhas e é uma das formas de as pessoas se juntarem e se divertirem.

tradicoes portuguesas
© aervilhacorderosa.com

Artesanato

Outra área que se afirmou no panorama cultural português ao longo dos tempos foi o artesanato. Sobretudo a partir do século XVII, o artesanato foi ganhando relevância a nível nacional com destaque em áreas como a cerâmica, a tapeçaria, os bordados, a joalharia, entre outros.

No que toca à cerâmica, ninguém pode passar indiferente à presença de um dos símbolos mais conhecidos de Portugal – o Galo de Barcelos. Este galo é tipicamente feito em barro e, apesar de ter origem e maior afirmação no norte do país, já é um emblema a nível nacional e internacional.

Também o azulejo pintado é muito comum na tradição portuguesa e a sua produção tem mais de cinco séculos de história. Podemos ver exemplos magníficos deste tipo de cerâmica sobretudo em igrejas, estações antigas de comboios e em muitas casas.

A tradição portuguesa em tapeçaria surgiu no século XVIII e serve desde então para decoração de paredes e murais. Nos tapetes retratam-se temas como os feitos dos portugueses, a religião e outros.

Os mais conhecidos a nível mundial são sem dúvida os tapetes de Arraiolos. Surgiram na vila alentejana de Arraiolos (daí o nome) mas já são produzidos um pouco por todo o país.

Estes tapetes caracterizam-se por serem bordados em lã sobre uma tela em linho ou algodão com ponto de Arraiolos, único no mundo.

tradições portuguesas
© tapetesarraiolostrevo.com

Outra forma de artesanato muito típica na tradição portuguesa é sem dúvida as rendas. Esta arte têxtil despontou em Portugal e também um pouco por toda a Europa entre o final do século XV e o início do século XVI, em plena época do Renascimento.

O tipo de renda mais conhecido em Portugal é a renda de bilros de Vila do Conde e de Peniche. Este género é muito característico das zonas costeiras de Portugal e exige muito trabalho, dedicação e paciência. Se quiser saber mais acerca das rendas de bilros, nada melhor do que visitar o Museu das Rendas de Bilros, em Vila do Conde.

No que toca ao têxtil não podemos deixar de referir ainda as saias típicas da Nazaré, no centro de Portugal e os lenços dos namorados, mais característicos do norte do país. Estes lenços eram sobretudo bordados pelas mulheres como forma de passar o tempo; serviam como adereço mas também para conquistar o namorado.

Finalmente, outra das áreas com destaque no artesanato português é a joalharia, e em particular a filigrana. Filigrana é uma arte manual de trabalhar sobretudo o ouro e a prata, exigindo aos seus artesãos muita dedicação; os maiores centros de produção nacional são Gondomar, no Porto, e Póvoa de Lanhoso, em Braga.

tradições portuguesas
Peças de filigrana portuguesa  © tradicaoportuguesa.pt

Entre outras peças de filigrana portuguesa, podemos encontrar os corações de Viana, os crucifixos e os brincos. Estas peças servem como elemento decorativo para enriquecer os trajes tradicionais em festas populares, sobretudo no norte do país.

Para mais algumas informações sobre o artesanato português, veja este pequeno vídeo:

Festas Populares e Romarias

As festas populares e romarias são outros dos aspetos mais presentes na tradição portuguesa e que juntam outras áreas atrás mencionadas como a gastronomia e a música.

Festas como o Santo António, o São Pedro e o São João e as romarias ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, entre outras, movem milhões de portugueses e turistas estrangeiros pelas ruas das grandes cidades e vilas de Portugal em festa ou em peregrinação.

Podemos considerar que o Santo António, em Lisboa, é a primeira das maiores festas populares a ocorrer no país. A festa é celebrada na semana do 13 de junho e junta milhares de pessoas na rua a assistir às marchas populares, típicas desta altura.

Durante estes festejos é tradição enfeitar as casas com manjericos, comer sardinhas assadas e broa. Outra tradição são os casamentos de Santo António, pois este santo é considerado o santo casamenteiro e é a ele que os e as jovens devem pedir ajuda para encontrar a sua alma gémea.

Tal como em Lisboa, também no Porto e em Braga o São João reúne milhares de pessoas e pauta-se pela diversão, sendo o seu expoente máximo a noite de 23 para 24 de junho. No Porto as pessoas concentram-se sobretudo na zona histórica e comem sardinhas assadas, broa e caldo verde.

Depois de jantar, as pessoas vão para a Avenida dos Aliados ou para a Ribeira e preparam-se para o fogo de artifício. Também é tradição nesta altura toda a gente andar munida de martelos de plástico ou alho porro e bater (gentilmente) nas cabeças de quem passa. Para além do martelo, também é tradição lançar balões de ar quente de papel que vão colorir a noite portuense.

Estas são duas das maiores festas portuguesas mas há muitas outras que preenchem o calendário e percorrem o país de norte a sul.

Também as romarias ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima movem muita gente. As principais datas são sem dúvida o dia 13 de maio, que celebra a primeira aparição de Nossa Senhora a três pastorinhos, na localidade de Fátima em 1917; a outra data com muita importância é a do dia 13 de outubro que marca a última aparição de Nossa Senhora e em que terá pedido que fosse construída uma capela em sua honra.

fatima
Santuário de Nª Srª de Fátima © mucefa.pt

Como pode verificar, para além de toda a beleza natural e de todos os monumentos que existem em Portugal, o país tem muito mais para oferecer: são as pessoas, os seus costumes e as suas tradições que também fazem deste país um dos mais bonitos da Europa e do mundo.

Se não quer visitar Portugal só por causa das suas praias e monumentos, visite também por causa da sua gastronomia, artesanato e festas populares – não se vai arrepender!

Vai visitar Portugal? Não hesite em reservar o seu hotel ou o seu carro passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Reserve aqui o seu Hotel  Reserve aqui o seu carro

Também lhe vai interessar :

  • tradições portuguesas

Sobre Tiago

Tiago 28 anos de idade, parisiense desde os 12 anos, decidi partir para a aventura e realizar o meu sonho : conhecer o nosso país de uma ponta à outra. Acho que se não conhecemos as nossas origens não nos podemos conhecer realmente. Leia mais aqui