Sem se perder e sem perder tempo

Cascata de Pincaes

Vai visitar Portugal e quer

  • Descobrir a autenticidade portuguesa?
  • Descobrir aldeias históricas?
  • Conhecer sítios lindíssimos que pouca gente conhece?
  • Descobrir miradouros com vistas extraordinárias?
  • Descobrir magníficas cascatas?
  • Praticar atividades?
  • Visitar este sítio sem se perder?
  • Evitar perder tempo?
  • Conhecer os melhores sítios para dormir?
  • Comer bem a preços aceitáveis?

Tenho uma ótima notícia para si! Preparei-lhe um guia com todas as informações necessárias para descobrir este lugar único no norte de Portugal.

Antes de lhe mostrar de que sítio estou a falar, quero explicar-lhe porque preparei este guia.

Em 2013 comecei a descobrir Portugal na sequência da grande necessidade que tinha de conhecer o meu país.

Comecei a fazer pesquisas para conhecer os lugares que devia visitar.

Depois de muitas horas de pesquisa, encontrei informações sobre os locais turísticos, como Lisboa, Sintra e Porto. Em relação ao resto do país existe muito poucas informações e, quando existe, não são muito exatas.

Durante a minha visita ao Norte de Portugal, gastei muito tempo à procura dos melhores sítios da região.

Para o ajudar a poupar tempo e dinheiro, decidi criar este guia para que possa aproveitar ao máximo as suas férias em Portugal.

Qual é o sítio que poucas pessoas conhecem e que é um dos mais lindos de Portugal ?

Esse sítio é o Parque Nacional da Peneda-Gerês, o único parque nacional português. Foi criado em 1971 e abrange uma área total de 72 000 hectares.

Este parque está localizado nas regiões do Minho e de Trás-os-Montes, no noroeste de Portugal, a cerca de 100 km do Porto, nos distritos de Viana do Castelo, Braga e Vila Real.

O parque é o lar de mais de uma centena de aldeias de granito que pouco mudaram desde a criação de Portugal, no século XII.

As aldeias mais antigas permanecem longe da vida moderna. Os bois ainda são conduzidos ao longo das ruas por mulheres vestidas de preto e os pastores ainda deixam os seus rebanhos pastar sozinhos durante cinco meses.

Nas zonas mais remotas do parque, irá encontrar alguns lobos, javalis, texugos, lontras, veados e póneis selvagens. Além dos animais selvagens, vivem também no parque espécies domésticas que são mais facilmente observáveis como gado com longos cornos, cabras e ovelhas autóctones e o rústico cão pastor Castro Laboreiro.

Artigos que também lhe podem interessar:

Eis o que vai poder descobrir ao visitar o Parque Nacional da Peneda-Gerês:

Para desfrutar ao máximo deste roteiro pelo Parque Nacional de Peneda-Gerês, recomendo que alugue um carro aqui (link afiliado) de forma a que possa deslocar-se mais rapidamente e visitar sítios não acessíveis por outros meios de transporte.

Dia 1

Poderá começar o seu dia com a descoberta do Soajo, uma das mais belas aldeias/vilas do parque. Aproveite o facto de estar no Soajo para descobrir os espigueiros de granito – o mais antigo foi construído em 1782.

A 1 km da vila, convido-o a visitar a Ponte da Ladeira, ponte construída há mais de 500 anos.

Ponte da Ladeira - Parque Nacional da Peneda-Gerês

No caminho para o Santuário da Peneda poderá admirar os abrigos que os pastores usavam quando deixavam a sua casa para seguir os animais e uma aldeia abandonada. No verão as pessoas moravam nas Brandas (esta aldeia) e no inverno nas Inverneiras.

A poucos quilómetros do santuário, terá a chance de ver uma das mais belas paisagens do parque. Posso dizer-lhe que este lugar é incrível. Ao escrever estas linhas ainda sinto as sensações que tive…

Leve de comer e beber pois não vai querer sair deste lindo lugar!

O Santuário da Peneda foi concluído em 1875 com uma escadaria de 300 metros e 20 capelas que descrevem a vida de Cristo. Sobrepondo uma ravina profunda, com vista para uma montanha arredondada e uma cascata, a Peneda oferece um espetáculo fascinante.

Santuario da Peneda

Para terminar o dia, convido-o a descobrir Castro Laboreiro, uma aldeia notável pelas ruínas do seu castelo, pontes, igrejas medievais, fornos comunitários, moinhos e pelo modo de vida dos moradores.

Dia 2

Comece o seu segundo dia pelo Lindoso, uma aldeia de agricultores e pastores. Esta aldeia, que já foi vila, é conhecida pelo seu castelo (1278) e pelos espigueiros de granito com fendas laterais que garantem a secagem e o armazenamento do milho.

No caminho para Vilarinho das Furnas, vai poder visitar o miradouro da Ermida, um antigo moinho e a aldeia de Brufe.

Vilarinho das Furnas foi uma aldeia comunitária, mas em 1972 ficou submersa na sequência da construção da barragem de mesmo nome.

Vilarinho das Furnas

Informação: para ver bem as ruínas da aldeia, a barragem não pode estar cheia.

Depois de conhecer esta aldeia, vá descobrir uma parte da Via Romana, Geira, que ligava duas cidades importantes do noroeste da Península Ibérica: Bracara Augusta, a atual cidade de Braga, em Portugal, e Asturica Augusta, a atual cidade de Astorga, em Espanha, num percurso de cerca de 318 km.

Mata da Albergaria - Geira

Antes de terminar o dia na Vila do Gerês, um lugar conhecido pelas termas que datam dos tempos romanos, pode apreciar o miradouro da Junceda e o santuário de São Bento da Porta Aberta, onde 2,5 milhões de peregrinos se deslocam todos os anos.

Informação: entre Vilarinho das Furnas e o miradouro da Junceda vai encontrar duas empresas que oferecem experiências únicas no parque: fazer arvorismo, passeios a cavalo, passeios de BTT e outras atividades.

Dia 3

O dia 3 será dedicado à descoberta de 4 miradouros e de 4 cascatas.

Algumas serão facilmente acessíveis de carro, outras exigirão uma caminhada para poder apreciá-las.

A cascata de Tahiti é para mim a cascata a não perder durante a sua visita ao parque. Além da sua beleza natural, vai ter espaço para esticar a sua toalha, bronzear e dar uns mergulhos.

Cascata de Tahiti - PNPG

Dia 4

No último dia deste guia, vai descobrir as últimas 3 cascatas, a Ponte do Diabo – Misarela e 4 aldeias típicas do parque.

Um dos lugares a não perder é um posto de vigilância abandonado de onde poderá admirar a fantástica paisagem envolvente.

Tenho que confessar uma coisa: quando subi ao posto de vigilância as minhas pernas começaram a tremer, fez-me lembrar de quando andei pela primeira vez a cavalo.

O posto deve estar a dez metros de altura, mas o maior problema é ter os pés em cima de grelhas (veja a foto). Tinha a sensação que o posto não tinha fundo…

Mesmo tendo ficado com as pernas a tremer, aconselho-o a subir a este posto pois a vista vale mesmo a pena.

Informação importante 1: as distâncias entre cada local a visitar podem parecer curtas, mas não se esqueça que conduzirá por estradas de montanha, o que significa que, às vezes, para fazer 20 km, demorará mais de uma hora. Portanto, preveja para além das visitas, pelo menos 2 horas de condução por dia.

Informação importante 2: se visitar o parque no verão, reserve o seu alojamento com alguns meses de antecedência (no mínimo, 2 meses), porque em julho e agosto, a taxa de ocupação dos alojamentos é de 100 %.

Em vez de explorar sozinho estes locais, reserve esta visita guiada pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês (link afiliado), ideal para quem não quer alugar um carro ou quer conhecer as maravilhas deste parque sem ter de se preocupar em conduzir por estradas sinuosas.

Com saída do Porto, parta numa carrinha confortável à descoberta das localidades mais bonitas e autênticas do parque sempre rodeadas por algumas das melhores paisagens que pode encontrar no país.

Mas é, sem dúvida, a fauna e flora que fazem da Peneda-Gerês um sítio que não pode perder na sua visita ao Norte de Portugal. Não é por acaso que este parque está classificado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera. Com as informações prestadas por um guia experiente, este passeio (link afiliado) dar-lhe-á a conhecer um pouco mais das espécies autóctones e não só!

Conheça igualmente, miradouros que oferecem as vistas mais bonitas sobre o parque bem como as cascatas mais belas onde se pode refrescar. A não perder!

Veja aqui um resumo do que você pode ver e fazer no parque

Eis o que vai encontrar no guia:

  • 4 roteiros detalhados com as coordenadas GPS
  • Ao clicar nos mapas de cada etapa será enviado para o Google Maps para utilizar o seu smartphone como GPS
  • Restaurantes para comer em cada roteiro
  • Hotéis para dormir em cada roteiro
  • O nome e o endereço de duas empresas para fazer atividades
  • As datas importantes para descobrir as festas do parque
  • 7 miradouros com paisagens incríveis
  • 7 cascatas de uma beleza única
  • 7 aldeias históricas onde pode descobrir o modo de vida tradicional

Este guia não é para toda a gente

Este guia não é para si se você:

  • Conhece perfeitamente o Parque Nacional da Peneda-Gerês
  • Prefere descobrir apenas alguns sítios conhecidos do parque
  • Prefere descobrir o parque ao acaso

Este guia é para si se você quer descobrir:

  • Os sítios mais lindos do Parque Nacional da Peneda-Gerês sem se perder e sem perder tempo
  • As mais lindas cascatas e os lindíssimos miradouros
  • As aldeias históricas e o modo de vida dos habitantes
  • Onde comer e dormir

O guia Visitar o Parque Nacional da Peneda-Gerês é o único guia que lhe dá a conhecer facilmente os sítios mais lindos do parque.

Para visitar todo o Parque Nacional da Peneda-Gerês vai precisar de 4 dias. Para ajudar as pessoas que querem visitar apenas uma parte do parque, sublinhei os sítios que não deve perder durante a sua visita.

O que vai receber

Capa-penedaGeres

Vai receber o guia Visitar o Parque Nacional da Peneda-Gerês em 4 dias com:

  • 4 roteiros detalhados com as coordenadas GPS de cada etapa
  • A descoberta de 7 cascatas de uma beleza rara
  • A descoberta de 7 miradouros com paisagens incríveis
  • A descoberta de 7 aldeias históricas onde pode descobrir o modo de vida tradicional
  • A possibilidade de utilizar o guia no seu smartphone, o que lhe vai permitir utilizar o seu smartphone como GPS
  • Restaurantes para comer em cada roteiro
  • Hotéis para dormir em cada roteiro
  • O nome e o endereço de duas empresas para fazer atividades
  • As datas importantes para descobrir as festas do Parque Nacional da Peneda-Gerês


  • geres
  • https://gotoportugal eu/pt/parque-nacional-peneda-geres/
  • aldeias do geres
  • Parque Nacional da Peneda-Gerês
  • parque peneda geres